Sociedade Brasileira de Medicina do Exército e do Esporte emite nota sobre os exercícios físicos na quarentena do coronavírus

0
71
Sociedade Brasileira de Medicina do Exército e do Esporte emite nota sobre os exercícios físicos na quarentena do coronavírus

Diante da situação em que o mundo se encontra, onde a epidemia do Coronavírus já chegou em todos os países e inclusive no Brasil, a Sociedade Brasileira de Medicina do Exército e do Esporte (SBMEE) emitiu uma nota de esclarecimento onde ressalta que os exercícios físicos não devem ser praticados ao ar livre ou em academias e afins, mesmo as que estejam localizadas em condomínios, em decorrência do cumprimento da quarentena que está sendo determinada pelas autoridades brasileiras.

A nota ressalta que em nenhum momento a população deve parar de praticar a atividade física, mas sim recomenda-se que a mesma seja feita dentro da residência, seguindo de acordo com a faixa etária, estado físico e disponibilidade de cada pessoa.

Muitos profissionais da área da educação física estão via redes sociais, dando aulas, direcionamento, e auxílio para os alunos que pretendem continuar praticando exercício físico em casa, de modo que precisam de atendimento, e assistência.

Em frente a essa pandemia do coronavírus, está sendo recomendada diversas medidas de prevenção a serem realizadas dentro dos condomínios, a fim de preservar e impedir a propagação do Covid-19. Para que isso seja possível, e feito da maneira correta, muitos condomínios estão optando por fechar as áreas comuns.

Além também da intensificação da limpeza e disponibilização de álcool em gel, fazem parte das medidas recomendadas aos síndicos para evitar a disseminação do novo coronavírus nos condomínios.

 

 

A preocupação dos síndicos aumentou com o fechamento das escolas e do comércio em todo o país, resultando em um número de crianças, adolescentes e demais pessoas circulando nas áreas comuns do condomínio.

Dessa forma, os síndicos se viram na obrigação de restringir e até limitar o acesso dos moradores as áreas comuns.

De acordo com o artigo 1336 do Código Civil, onde justifica que o síndico deve tomar medidas em prol da saúde, segurança, sossego e bons costumes dos condôminos que ali residem, ou trabalhem.

Isso dá ao síndico a permissão para tomar medidas que garantem esse direito.

 

 

A recomendação para que os espaços comuns do condomínio sejam fechados, se baseia em que não se deve esperar surgir um caso do coronavírus dentro do condomínio para tomar medidas mais drásticas. É importante que as medidas sejam tomadas a fim de prevenir.

De acordo com as recomendações da OMS e do Ministério da Saúde do Brasil (MSB), que são aqui endossadas pela SBMEE, deve-se evitar estar em locais fechados, com grande número de pessoas ao mesmo tempo.

Desta forma, a ida a academias, clubes esportivos e similares, onde esta situação de aglomeração ocorra, deve ser evitada por todos.

Vale lembrar que os condôminos precisam respeitar as regras determinadas, e também ajudar nos métodos de prevenção contra o Covid-19 dentro do condomínio.

 

 

E caso algum morador contrair o vírus do Covid-19, é necessário comunicar imediatamente o síndico.

Assim, ele ficará responsável por avisar os demais moradores, sem identificar a pessoa, e posteriormente, intensificar as ações de prevenção.

Alguns condôminos estão se unindo, para ajudar alguns moradores que fazem parte do grupo de risco, e que em hipótese alguma podem sair de casa, assim os ‘vizinhos voluntários’, se solidarizam para sair e fazer as compras que esse grupo de risco precisa.

 

 

A Sociedade Brasileira de Medicina do Exército e do Esporte (SBMEE) mostrou preocupação com o fato de que algumas pessoas insistem em não ficar em casa, se colocando em risco, e expondo também outras pessoas, e que a procura por exercícios físicos pela cidade é uma das justificativas para essa exposição.

Devido isso, a nota recomenda o fechamento de todos os lugares que oferecem atividades físicas, a fim de proteger as pessoas, e fazer com que entenda que as medidas que estão sendo tomadas é pensando na saúde de todos os brasileiros.

 

Toheá Ranzeti – Redação Síndico Legal

 

Leia mais conteúdo exclusivo aqui!

LEIA TAMBÉM

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here