Síndicos: confira 5 dicas de como manter o ambiente saudável no condomínio

0
326

Síndicos nem sempre são figuras das mais queridas em um condomínio. Inclusive, muitas vezes passam a impressão de serem autoritários.

No entanto, nem todos são assim e não é preciso ser desse jeito. Logo, é possível ser um bom síndico, fazer cumprir as regras e ter um bom relacionamento com os vizinhos. Nesta terça-feira, dia 18 de janeiro de 2022, o blogue Truques Caseiros vai falar sobre o assunto.

Primeiramente, o síndico precisa conhecer tudo no condomínio, saber dos problemas estruturais e ter amplo domínio das finanças do local. Afinal de contas, o dinheiro que vai administrar nada mais é do que o dinheiro dos moradores do prédio. Assim, o Truques Caseiros tem algumas dicas para que o processo possa fluir bem.

Agora, é importante também conhecer o regimento interno do condomínio e fazer cumprir. Entretanto, não precisa ir multando todo mundo. Uma dica é conversar e orientar o morador em um primeiro momento.

Desta maneira, vai conquistar a simpatia do morador e até criar um ambiente harmônico no condomínio. Logicamente, existem diversos tipos de condomínio e o dia a dia em um prédio pequeno pode ser diferente de um residencial fechado de casas.

Síndicos e as reuniões condominiais

Contudo, uma situação importante são a reuniões de condomínio, que geralmente ocorrem a cada seis meses. Nelas, o síndico tem papel importante para aprovar as contas, conversar com os moradores e ouvir os problemas.

No entanto, também cabe ao síndico ser imparcial e não ‘tomar partido’ de um determinado morador. Vale lembrar que deve-se procurar um ambiente de harmonia, sem criar rivalidades e animosidades.

Outra situação é criar grupos de trabalho, com comissões voltadas para os diversos assuntos do condomínio. Por exemplo, uma comissão de finanças, uma de lazer e outra de segurança. Também alinhe o trabalho com o zelador e, eventualmente, o porteiro do prédio. Desta maneira, é possível se reunir periodicamente para discutir os principais problemas e buscar soluções pontuais.

Por fim, o síndico também deve evitar receber reclamações diretamente em seu telefone pessoal ou em sua residência, mesmo que more naquele condomínio. Contudo, uma dica é viabilizar um livro de reclamações, onde os moradores podem relatar algum ocorrido.

Mas o síndico também deve orientar o morador e preencher assuntos realmente relevantes, e não usar o espaço como um caderno de lamentação. A seguir, acompanhe um vídeo do canal ‘TV Síndico Legal’, com mais algumas dicas sobre o assunto.

 

Fonte: Tecnonotícias

LEIA TAMBÉM

👉INSCREVA-SE NA TV SÍNDICOLEGAL CLICANDO AQUI!👈


FAÇA PARTE DE NOSSOS GRUPOS NO WHATSAPP E RECEBA DIARIAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS!

👉 CLICANDO AQUI! 👈

Artigo anteriorA cobrança de taxa de condomínio antes da entrega das chaves é ilegal
Próximo artigoAção em condomínios transforma plástico em projetos para animais abandonados

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here