Síndica Em Foco: com a Síndica Fabiana Macedo dos Santos falando de animais em condomínios

0
716

Como atualmente um dos assuntos mais discutidos dentro do âmbito condominial está sendo animais em condomínios, aproveitamos a ocasião para mostrar a realidade vivida dentro de um condomínio, conversando com a síndica do Condomínio Park View Residence, de Natal-RN, Fabiana Macedo dos Santos, que nos contou sobre sua experiência dentro de 1 ano e 8 meses que se tornou síndica, e como ela tem tratado dessa questão.

Dessa forma, os síndicos podem aproveitar para trocar experiência, e saber fazer uma melhor gestão dos pets dentro dos condomínios e evitar problemas com a convivência entre os condôminos.

 

Como é a questão dos animais no seu condomínio?

A convivência entre moradores e pets é extremamente pacífica. Os condôminos seguem as orientações do regimento interno.

Existe alguma proibição?

É proibido manter a guarda de animais de médio e grande porte, bem como raças de agressividade comprovada no interior do condomínio.

Quais são as principais regras do condomínio em relação a animais de estimação?

As regras principais é manter atualizada as informações como vacinação em dia, higienização dos pets e o uso para saída/entrada via garagem com os animais devidamente transportado no colo ou em recipientes apropriados.

 

 

O condomínio já teve algum problema com animais?

Hoje nosso condomínio enfrenta uma situação de praga urbana com os pombos. Pelo fato da nossa localização temos uma praça com um córrego e várias pessoas abandonam gatos na praça. Alguns moradores se juntaram é formaram uma associação dos amigos dos gatos na praça onde eles colocam rações e água para animais abandonados. Ambiente mais que propício para os pombos que se alimentam das rações dos gatos. E usam nossa marquise para pouso deixam nossa fachada toda suja de fezes. Em algumas áreas técnicas dos ares condicionados dos apartamentos estão sendo utilizadas como ninho e aumentando ainda mais a população dos pombos. Chamamos as zoonoses e foram comprovados que duas unidades estavam infectadas por piolhos dos pombos ainda são altamente transmissores de mais 80 doença dentro dela meningite.

Como os condôminos lidam com essa questão?

Meu plano de ação para acabar com a população dos pombos é fazer campanha envolvendo moradores do condomínio onde sou síndica como também convidados os outros condomínios para espalhar placas pedido para não abandonar os gatos nesse local. Como também não alimentar os animais de rua. E principalmente procurando empresários donos de pet shop para ser pontos de arrecadação de rações para doar para abrigos que iremos direcionar os gatos abandonados da praça.

Grande parte dos condôminos estão engajados para solucionar essa problemática que é existente muito antes do nosso empreendimento ter sido entregue.

E você como síndica, como faz para manter uma boa convivência diante da polêmica pets em condomínio?

Como síndica ouço sempre as duas versões das situações moradores que tem pets, quanto moradores que não têm. E sempre faço os ajustes que contribuam para convivência pacífica de todos.

Qual a sua dica para os síndicos que estejam passando por algum problema em relação a animais em condomínio?

Minha dica é sempre ouvir as necessidades dos moradores tanto com pets como sem pets. É de extrema importância pesquisar para encontrar as ações que contribuam para harmonia de todos.

O quadro Síndico Em Foco é publicado todas as sextas-feiras, e tem como intuito contar experiências reais de síndicos sobre determinados assuntos, para que os leitores do portal Síndico Legal possam trocar experiências e também aproveitar as dicas dos nossos convidados.

Se você quer ser o próximo entrevistado do quadro Síndico Em Foco, entre em contato conosco através do nosso Whatsapp: (11) 95777-5073.

Toheá Ranzeti – Redação Síndico Legal

Leia mais notícias aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here