Saúde mental nos condomínios em meio a pandemia

0
24
saúde mental
a saúde mental afetada pela pandemia dentro dos condomínios

Muitos médicos, enfermeiros, dentistas, entre outros profissionais da saúde relatam que estão sendo dias muito tensos, com dores em diversos lugares, os campeões de relatos são as dores na mandíbula, dores musculares e principalmente, a insônia.

Isso é só um exemplo do impacto que essa pandemia está causando na saúde mental de todos, até mesmo dos que não estão se infectando com o novo corona vírus, e isso tem afetado muito os ânimos exaltados, a irritabilidade e a falta de controle emocional, o que acaba aumentando os conflitos, seja no trabalho, em casa, e principalmente no condomínio.

Discussões sobre política, questões sobre as medidas preventivas da Covid19, onde no grupo do condomínio costumam ficar mais acaloradas.

 

 

É como se todo mundo tivesse atingido o limite, e precisasse só de um ponto para estourar. E na administração condominial a mediação de conflitos é essencial. Tudo está mais sensível, e potencializado, afinal, as pessoas estando em casa, aumentando os problemas e crises familiares, os problemas da Covid causando medo e, aumentando o isolamento social, e o condomínio acaba tendo também mais pessoas presentes durante o dia-a-dia, o que é mais um ponto a acrescentar no aumento do estresse, e ao invés de ser um local seguro, acaba se tornando um ambiente de guerra.

No inicio os colaboradores do condomínio eram valorizados pelos serviços prestados, por trabalharem para assegurar o conforto e segurança de todos os condôminos e visitantes, porém, a partir de certo momento passou a ser alvo de ataques e falta de respeito, devido à falta de paciência das pessoas.

 

 

Conciliar

Conciliar trabalho, os vizinhos, as crianças em casa, as reformas na vizinhança, e ainda mais a insegurança da pandemia diariamente é muito difícil, não só para os condôminos, mas para os próprios funcionários do empreendimento. Manter a paciência, o equilíbrio, o limite e principalmente o respeito, o bom senso de se colocar no lugar do outro para ser justo nas atitudes tomadas fica cada vez mais complicado.

O bom senso é primordial em uma convivência em condomínios, compreender, exercitar a tolerância, seja com os vizinhos, visitantes e até mesmo com os colaboradores ou prestadores de serviços faz muita diferença.

 

 

É preciso saber aliviar o estresse, pois, se você for fazer um bolo para se acalmar, pode atrapalhar um vizinho que trabalhou a noite inteira e está tendo o seu momento de descanso, ou está estudando, trabalhando. Então pense em maneiras de aliviar o estresse de forma que não afete os seus vizinhos.

Gentileza gera gentileza. Reconheça o trabalho dos funcionários do condomínio, isso servirá de incentivo para que eles continuem fazendo um bom trabalho, mantendo o seu conforto e segurança!

Redação Sindico Legal: Tohea Ranzeti

 

LEIA TAMBÉM

 

INSCERVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here