Saiba como agir quando encontrar desfalque nas contas do condomínio

0
57
desfalque na conta do condomínio
desfalque na conta do condomínio

Um novo síndico foi eleito, e começou a trabalhar, porém se deparou com uma situação complicada: percebeu um desfalque nas contas do condomínio. A partir do momento em que ocorreu a posse, a responsabilidade da administração do condomínio é dele, portanto é ele quem deve resolver o problema.

Mas o que aconteceu? Como a situação financeira foi chegar a esse ponto? O que fazer? E como identificar quem cometeu esse desfalque nas contas do condomínio? Foi uma má administração ou a pessoa agiu de má fé? Essas são algumas das questões que surgem quando isso acontecem, e para isso, o portal Síndico Legal criou um conteúdo exclusivo para ajudar você, novo síndico, a lidar com essa situação.

O que fazer?

Quando identificar o desfalque nas contas do condomínio, que já vem de uma antiga gestão, é um problema sério, que preciso ser solucionado o mais rápido possível, principalmente quando existem dívidas.

 

 

A primeira a coisa a fazer é analisar as contas e as ações da última gestão, e tentar identificar o que causou o prejuízo. Em grande parte dos casos, a má administração acontece no âmbito administrativo mesmo ou no setor contábil.

Mas não se pode descartar que existem ocasiões em que ocorreu um desvio de verbas, e que o gestor agiu de má fé.

As causas mais comuns do prejuízo financeiro dentro dos condomínios são:

  • Erro ao cobrar a taxa condominial, o que resulta numa arrecadação menor, o que faz com que as contas nunca batam
  • Má administração de funcionários, o que pode resultar em ações trabalhistas
  • Contratos suspeitos, superfaturados com fornecedores, seja por má fé ou incompetência
  • Obras desnecessárias e sem supervisão, com exageros em materiais
  • Não agir para combater a inadimplência
  • Previsão orçamentária errada
  • Desvio de verbas

Independente de qual seja a causa, o novo síndico precisa analisar bem a administração anterior, antes de levantar uma acusação.

Somente após essa análise, o síndico poderá comunicar os condôminos, através de uma Assembleia, apontando os principais fatores sobre o desfalque nas contas do condomínio.

 

 

Afinal, é competência do síndico:

“dar imediato conhecimento à assembleia da existência de procedimento judicial ou administrativo, de interesse do condomínio.”

(artigo 1348, III, do Código Civil)

Durante a Assembleia, devem ser apresentadas as causas dos problemas nas contas do condomínio. Se o novo síndico puder contar com um parecer contábil e jurídico para ajudar a embasar a sua demonstração, será de grande valia.

Além do mais, ações a serem tomadas para resolver a questão, devem ser tomadas, como por exemplo, um aumento na arrecadação, a responsabilização do síndico anterior, entre outras ações.

Quem responsabilizar?

Para encontrar a pessoa que foi a responsável pelo desfalque nas contas do condomínio, é possível que de início se chegue no síndico anterior, mas vale lembrar que o responsável pelo rombo nas contas do condomínio pode ser um síndico mais antigo.

Para descobrir quem responsabilizar pelo desfalque, somente será possível com uma auditoria contábil e jurídica, tendo em vista que determinarão quais ações, principalmente, de qual época aconteceu o prejuízo.

 

 

Como corrigir a situação?

Alem de buscar as medidas judiciais cabíveis para responsabilizar os possíveis síndicos passados, o novo síndico precisa corrigir a situação.

Depois de analisar a causa do desfalque nas contas do condomínio, é recomendado que o novo síndico adote medidas para diminuir as despesas.

Se for preciso, deve-se aumentar as cotas condominiais, para que ela cubra as despesas ordinárias.

O desfalque nas contas do condomínio não é uma situação fácil, e pode comprometer toda a estrutura do condominio, por isso o novo síndico deve agir com responsabilidade.

Redação Síndico Legal: TOhea Ranzeti

 

LEIA TAMBÉM

 

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here