Remuneração do síndico

0
1122

Na mesma assembleia geral ordinária que elege o síndico se estabelece regras, critérios e valores para sua remuneração, de acordo com o que a convenção dispuser, considerando que o CC silencia sobre ser ou não gratuita essa função.

O art. 1.350 somente determina a obrigatoriedade da realização de um AGO anual para aprovar o orçamento das despesas, dentre as quais se encontra o valor correspondente aos honorários do síndico.

À convenção, por conseguinte, cabe decidir se o cargo se reveste como ato de mera colaboração, instituindo a gratuidade como critério, ou se presume oneroso, fixando desde já o respectivo valor, ou deixar para que a assembleia o defina.

 

 

Silenciada a convenção, o entendimento é de que a assembleia fica automaticamente autorizada a definir livremente a remuneração.

Quando um condômino se dispõe à gratuidade no exercício dessa incumbência é razoável isentá-lo do pagamento da cota ordinária de condomínio, ficando sob sua responsabilidade o pagamento das demais cotas extraordinárias e também o percentual devido ao fundo de reserva.

Alguns condomínios, por descuido, quero crer, isentam o síndico de toda a contribuição, ordinária e extraordinária, inclusive fundo de reserva.

Fonte: O Condomínio e Você – Orandyr Teixeira Luz.

Leia mais sobre gestão aqui!

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

 

Artigo anteriorCondômino Antissocial.
Próximo artigoLegislação sobre câmeras de segurança em condomínio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here