Previsão orçamentária dos condomínios para 2019

0
728

O síndico deve fazer o planejamento financeiro com antecedência e buscar aprovação da maioria dos condôminos

Com a chegada do novo ano, os condomínios começam e precisam pensar em um bom desempenho do condomínio, e deve começar fazendo uma boa previsão orçamentária. Este planejamento deve ser o suporte financeiro de todo o condomínio durante o restante do ano, e tem que ser tratado com cuidado e atenção pelos síndicos.

A previsão orçamentária nada mais é que um cronograma financeiro, que irá prever os gastos, despesas e proveitos dos condomínios. Um grande fator da previsão orçamentária é que ela acaba sendo um documento que precisa ser aprovada pelos condôminos e que também servirá como modelo de cobrança para que todos possam acompanhar o andamento financeiro do condomínio.

A previsão também ajudará a definir qual o valor da taxa condominial mensal, já que tendo a previsão dos ganhos e gastos do condomínio durante todo o ano, será possível dividir entre as unidades, de forma igual, levando em consideração a fração ideal.

Geralmente os síndicos utilizam os relatórios dos anos anteriores para se basear e conseguir fazer uma previsão financeira de gastos. Mas é preciso analisar o mercado e fazer os ajustes necessários para o próximo ano.

Os condomínios que possuem uma administradora, normalmente acabam tendo o suporte da mesma para criar a previsão orçamentária. Claro que se o síndico possuir todas as avaliações e informações bem relatadas, ajuda ainda mais no processo de criação da previsão. E isso também serve para os síndicos que não possuem muita afinidade com finanças, então acaba que a administradora possuirá um grande papel na previsão orçamentária.

Unindo esses dois trabalhos, onde a administradora possui o conhecimento e controle das contas do condomínio, e aonde o síndico sabe do que o condomínio precisa, sendo as melhorias e manutenções, assim, existem grandes chances de o condomínio ter o seu financeiro anual bem-sucedido.

Como fazer?

Para começar a fazer previsão orçamentária é importante organizar as despesas por grupos. Exemplo: Contratos de manutenção, contas de consumo, mão-de-obra, fundo de reserva e despesas administrativas.

Neste começo é essencial incluir todos os gastos do condomínio, sejam eles pequenos ou grandes, dessa forma, terá menor porcentagem de erros.

É importante acrescentar todos os serviços contratados pelo condomínio, como: limpeza de caixas d’água, manutenção de extintores de incêndio, dedetização e revisão do sistema de para-raios, já que são despesas que geralmente não são incluídas nos orçamentos.

Para que menos erros aconteçam na previsão orçamentária, é preciso incluir os salários dos funcionários com os ajustes previstos, desde dissídio até benefícios de direito da categoria.

Lembrando que é fundamental sempre possuir uma sobra financeira quando for fazer a previsão orçamentária, para lidar com os imprevistos que possam surgir no decorrer do ano. O valor da sobre irá depender dos gastos do ano anterior do condomínio, e quais são as estimativas das despesas extras, ressaltando que a sobra não pode ser muito alta para não aumentar muito a taxa condominial, já que em alguns condomínios é o grande motivo das inadimplências.

 

 

Aprovação

Após fazer todas as contas, o síndico precisa convocar uma Assembleia Ordinária, para poder apresentar os valores aos condôminos e assim obter a aprovação da arrecadação mensal, a famosa taxa de condomínio. Geralmente a data para acontecer a Assembleia é estabelecida na Convenção de cada condomínio, mas normalmente acontece no primeiro trimestre do ano, e a sua aprovação é simples, basta a maioria simples dos condôminos concordar.

Quando a previsão orçamentária é bem feita, e sua apresentação para os condôminos também, não tende a ter problemas com a aprovação. Se todos os indicadores estiverem corretos, é normal que o valor da taxa condominial suba a cada ano, e não há muito o que fazer para evitar, porque existem vários fatores que podem contribuir para esse aumento, um deles é o reajuste na economia do país, como a inflação.

 

Dicas

Para conseguir a aprovação da previsão orçamentária perante os condôminos, a dica é não montar a apresentação em cima da hora, pois assim fica sujeito a falhas, e o que coloca em risco a aprovação.

Os síndicos que não se sentirem à vontade, ou que tiverem dificuldades no quesito previsão orçamentária pode buscar capacitação, aproveitando que hoje em dia existem muitos cursos e palestras voltadas para a área financeira condominial, com o tema previsão orçamentária.

Sempre é indicado que o síndico esteja por dentro dos fatores econômicos do país, para que saiba distinguir e analisar os futuros gastos do condomínio.

É fundamental que o síndico fique atento todo mês, e observar como está o andamento dos gastos, se estão de acordo com o que foi previsto, e também monitorar os serviços, e valores que estão sendo gastos, para que não ultrapasse o esperado.

E o mais importante, o síndico deve e precisa conhecer o condomínio, saber suas reais necessidades, saber também um pouco das necessidades dos condôminos.

Saiba mais 

Como anda a previsão orçamentária do seu condomínio?

Previsão orçamentária condominial

Leia mais notícias aqui!

Toheá Ranzeti – Redação Síndico Legal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here