Prédio com estrutura comprometida tem processo de demolição iniciado

0
439
Prédio com estrutura comprometida tem processo de demolição iniciado
Fachada do Edifício Saint Patrick's, localizado no bairro Cocó (Foto: Beatriz Boblitz)

Localizado no bairro Cocó, um prédio abandonado há mais de seis anos tem sido motivo de preocupação desde então, já que os sinais de danos estruturais são visíveis na fachada.

O processo de demolição do Edifício Saint Patrick’s, de 13 andares, teve início há cerca de 15 dias.

Conforme o engenheiro responsável pela obra, a desconstrução será manual, visando causar o mínimo possível de transtorno à vizinhança.

A imprensa esteve no local no mês de outubro, quando o desabamento do Edifício Andréa fez crescer o medo nos moradores do entorno.

Na época, uma grande rachadura na fachada era o cartão de visitas do Saint Patrick’s. Quando a reportagem esteve no local nesta sexta-feira, 24, uma placa de obra indicava que estava sendo executado o reforço estrutural das colunas para demolição do edifício.

Segundo Rafael Borges, engenheiro responsável pela obra, a metodologia utilizada no processo de desconstrução do prédio ainda está sendo resolvido pelo condomínio, formado pelos proprietários dos 20 apartamentos.

Provavelmente, a opção escolhida será a demolição manual, elemento a elemento. “O objetivo da demolição manual é causar um mínimo de dano à vizinhança”, explica Rafael. Esta opção produz menos poeira, menos poluição sonora e menos riscos.

O reforço dos pilares está sendo realizado por precaução, para evitar algum acidente, já que a demolição será feita de cima para baixo.

Além do engenheiro responsável, trabalham também na obra os engenheiros que fizeram o projeto de reforço da estrutura, com todos os cálculos para preservar o prédio durante a demolição.

Prédio com estrutura comprometida tem processo de demolição iniciado
Uma placa de obra indica que está sendo executado o reforço estrutural das colunas para demolição do Edifício Saint Patrick’s (Foto: Arlen Medina Neri/O POVO)

O síndico do prédio, que tem formação em Engenharia Elétrica, também está acompanhando a obra e tem sido de grande ajuda na execução do serviço, conforme Rafael.

Sobre o tempo de obra, o engenheiro explicou que depende da disponibilidade financeira. “Deve durar em torno de três meses, se tiver caixa suficiente, mas pode durar até um ano”. Segundo ele, o objetivo não é se prolongar, mas não adianta afirmar que será um serviço rápido. “Muito rápido pode causar muitos traumas na região. O tempo médio seria de seis meses”, explicou.

Mesmo que o prédio já esteja desocupado, alguns elementos ainda foram deixados pelos moradores. Em sua maioria, são alguns armários que são embutidos, instalados nas paredes. “O primeiro trabalho, antes da demolição, é retirar todos os materiais combustíveis”.

 

 

Relembre o caso

Em 2013, os moradores saíram do prédio por conta da estrutura já comprometida. Então, um laudo foi emitido e um valor para reforma chegou a ser estipulado, mas os condôminos preferiram sair do local.

Elizabeth Santiago, síndica de um prédio ao lado, contou que alguns apartamentos ainda pertenciam às pessoas que habitaram anteriormente o edifício, mas cerca de 11 unidade foram compradas por uma empresa de serviços terceirizados.

Ainda em outubro de 2019, a Defesa Civil de Fortaleza informou que estava em contato com o síndico do Saint Patrick’s para resolver a situação do imóvel.

Além de ter visitado o prédio, o órgão estava em comunicação com a empresa responsável para resolução da situação do imóvel.

A Agência de Fiscalização (Agefis) também participava das ações, tendo enviado em 16 de outubro uma notificação, dando prazo para apresentação de laudo técnico.

 

 

Fonte: O Povo

 

Leia mais notícias aqui!

LEIA TAMBÉM

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here