Playgrounds: tipos de materiais e cuidados dentro do condomínio

0
85
Playgrounds: tipos de materiais e cuidados dentro do condomínio
Playgrounds: tipos de materiais e cuidados dentro do condomínio

Já foi falado aqui no portal Síndico Legal sobre os brinquedos, a brinquedoteca, e também foi falado que o tipo de material dependerá da idade das crianças. Mas o assunto hoje é o playground e seus detalhes.

Para o playground das crianças menores, é necessário que os brinquedos sejam de plásticos rotomoldado. Por mais que nesse caso a vida útil do material seja menor, as chances de algum acidente grave acontecer será bem pequena.

Para atender as crianças maiores de sete anos, os brinquedos de madeira atendem tranquilamente e com segurança. Mas vale ressaltar que o tipo de material irá depender do tamanho do playground.

 

 

Quando os brinquedos forem de plástico, é recomendado que fiquem num local que seja coberto, mas que também possua uma área externa sem cobertura. Porque esse tipo de material absorve muito o calor, fazendo com que seja difícil das crianças brincarem nos dias muito quentes.

É recomendado que se análise o espaço do playground como um todo, separando os brinquedos por idade, e sempre instalar informativos com a faixa etária das crianças que poderão utilizar.

Em relação a esse assunto, as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) são bem claras quanto aos tamanhos dos brinquedos, e mesmo assim, muitos condomínios compram os equipamentos sem a supervisão de um especialista. Lembrando que existe uma regra básica: quanto menor for a criança, menor o brinquedo.

Ou seja, se o brinquedo for para uma criança de 3 anos, essa criança precisa conseguir acessá-lo facilmente, pois o risco de se machucar gravemente é menor. Portanto, em casos de queda, o que vai determinar a gravidade vai ser o tipo de material do brinquedo e o tamanho.

 

 

Brincar

Mesmo com as normas técnicas e normas de segurança, a função principal dos playgrounds dos condomínios é oferecer um espaço saudável, descontraído, e que de alguma forma ajude a criança no desenvolvimento de habilidades cognitivas, afetivas e sociais.

É importante que o playground seja atrativo para as crianças. Precisa ter cores interessantes, formatos, a área livre e o playground irá depender do quanto o brinquedo desafia algumas idades.

Porém, é bem clara a preferência das crianças por alguns brinquedos específicos, como o escorregador, o balanço, a gangorra, o gira-gira, e até mesmo o tanque de areia. Isso porque, são os mais comuns, e grande parte dos playgrounds possuem esses brinquedos.

É recomendado também que seja feita uma vistoria diária por algum funcionário do condomínio. Essa inspeção precisa visar as avarias, irregularidades e até mesmo outro tipo de problema que possa colocar em risco as crianças. E uma vez por ano é preciso realizar uma vistoria com responsabilidade técnica, para que seja verificado todos os requisitos de segurança.

 

 

Criança acompanhada por um adulto

Um outro aspecto importante se tratando do playground, é o acompanhamento de um adulto, ou de uma pessoa responsável. Não importa o quão seguro pareça ser o playground, o risco de acidentes é inevitável, pois criança sobe e desce toda hora no escorregador e balançam muito nos brinquedos.

Os pais ou responsáveis precisam acompanhar, mesmo que com uma certa distância, de modo que consigam identificar se as crianças estão seguras ou não.

Redação Síndico Legal: Tohea Ranzeti

 

LEIA TAMBÉM

 

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here