Piscina, um espaço que merece toda atenção do Síndico.

0
299

Poucos Condomínios foram construídos sem Piscina, nos últimos quinze ou vinte anos, nas grandes cidades brasileiras. Conquanto signifique um percentual expressivo no custo final da obra, tem forte apelo na hora da venda das suas unidades.

 

A piscina é importante para o esporte e também para o lazer, além de ser uma linda paisagem no contexto do condomínio.

No entanto, para os administradores a piscina representa um custo alto, alem de ser um local que exige muita atenção e responsabilidade.

Limpeza, manutenção, produtos de limpeza, regras para utilização através do regimento interno, equipamentos de segurança, sinalização, se for o caso a manta térmica, o custo de energia.

 

Nos últimos anos alguns acidentes fatais envolvendo crianças ocorreram.

 

Segundo a Sobrasa- Sociedade Brasileira de Salvamento aquático, as piscinas são responsáveis por 50% dos óbitos por afogamento de crianças de 1 a 9 anos de idade.

As principais causas apontadas, além de quedas acidentais, são falha de manutenção ou falta de dispositivo de segurança nos ralos que impede a sucção, como aquele que tem frestas pequenas ou que a bomba de sucção desliga automaticamente quando é detectado bloqueio.

Ao contrário dos demais itens da área de lazer há sazonalidade em sua utilização. No verão claro, todas as atenções são voltadas a elas, pois são os lugares mais frequentados do condomínio. Nessa época a responsabilidade do Sindico dobra, visto que toda a manutenção e cuidado com segurança também aumentam.

Os filtros, as bombas, toda tubulação, a iluminação decorativa, equipamento de segurança, cuidado com a qualidade da água, atenção especial ao profissional da limpeza e os produtos utilizados.

Muitas doenças podem se propagar através do uso das piscinas, mal cuidadas, ex : micose, fungos, otite, conjuntivite, entre outras.

O ideal é que o regimento interno tenha um capitulo á parte só para disciplinar o uso e a manutenção das piscinas.

Alguns condomínios possuem um regulamento interno separados só para piscina.

 

Dentre as regras impostas as mais importantes são:

  • Não utilizar, portar qualquer objeto, ou recipiente cortante dentro da piscina.
  • Não Beber ou comer dentro ou ao entorno da piscina.
  • Não promover brincadeiras de jogar outras pessoas na água, bem como qualquer outra que possam representar algum risco.
  • Ter cuidado ao tipo de bóias que ira utilizar.
  • Cuidar dos demais usuários se for praticar algum esporte com bolas.
  • Utilizar roupas, acessórios ou demais objetos não adequados para o uso da piscina
  • Cuidar da higiene pessoal, depilação, barba, unhas
  • Não trafegar com bicicletas, patinetes ou demais brinquedos ao entrono da piscina.
  • Não usar aparelhos sonoros na área das piscinas, excetuados aparelho de uso individual, com fone de ouvido, de modo a não prejudicar o sossego e o bem estar dos demais.
  • Não levar animais domésticos ao recinto, ainda que estejam no colo.
  • Não utilizar óleos ou bronzeadores oleosos que prejudica a eficiência do tratamento da água.
  • Deixar claro se o condomínio dispõe ou não de salva vidas.

 

Também é proibido o comportamento inadequado libidinoso, ou qualquer outro ato que contrarie a moral e os bons costumes.

 

Leia mais sobre gestão aqui!

 

Fonte: Orandyr Teixeira Luz- O Condomínio e você.

 

LEIA TAMBÉM

 

Gostou? Compartilhe!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here