Piscina durante as férias no condomínio, quais os cuidados?

0
112
O fluxo na área da piscina costuma ser bem grande nessa época do ano, tendo em vista que as crianças estão de férias
O fluxo na área da piscina costuma ser bem grande nessa época do ano, tendo em vista que as crianças estão de férias

No calor e principalmente em temporada de férias, os condomínios que possuem piscinas precisam ter cuidado, para que todos possam se divertir sem que aconteça nenhum acidente. O fluxo na área da piscina costuma ser bem grande nessa época do ano, tendo em vista que as crianças estão de férias, e até mesmo alguns adultos. Portanto é sempre bom ressaltar o quanto essa área do condomínio precisa de cuidados especiais, seja em relação à manutenção ou em relação à segurança.

Para assegurar a boa utilização das piscinas e também garantir a segurança das crianças e dos adultos, é necessário que o condomínio possua algumas instruções de uso, tanto para moradores quanto para visitantes. E para evitar os problemas, essas regras de utilização devem ser decididas em Assembleias, mediante a aprovação dos condôminos, e também disponibilizadas para todos através do Regimento Interno.

 

 

O portal Síndico Legal separou algumas orientações que vai te ajudar quanto a manutenção e a segurança da área da piscina, principalmente nessa época do ano onde a movimentação nesse espaço costuma ser bem grande. Veja!

  • Higienização: é importante se atentar ao tratamento da água, que precisa ser feita de forma adequada e com os produtos corretos, desse modo, evitará contaminações. A limpeza da água precisa ser feita continuamente, ou seja, praticamente todos os dias, irá depender do fluxo de pessoas utilizando a mesma. Existem normas que a maioria dos condomínios estipulou para essa área, tais como: proibir a entrada e consumo de alimentos, proibir o uso de óleo bronzeador, e também exigir o banho na ducha antes de entrar na piscina.
  • Manutenção preventiva: o síndico é responsável por cuidar da piscina, mas se o condomínio for muito grande, o gestor do condomínio pode contratar uma empresa terceirizada e especializada nesse tipo de serviço. Existem algumas medidas de segurança que podem ser tomadas, como por exemplo:

– Instalar alguns dispositivos contra sucção, tendo em vista que alguns acidentes que acontecem na piscina são relacionados a sucção;

– É recomendado que verifique e mantenha a potência adequada do motor da bomba de sucção de acordo com cada tipo e tamanho de piscina;

– Contrate profissionais para ficarem responsáveis pela limpeza constante da piscina;

– Cuide e fique atento aos ralos, e sempre que necessário faça a substituição;

 

 

  • Normas: é muito importante que todos os moradores sejam avisados sobre as normas de utilização das áreas de lazer do condomínio, pois o descumprimento dessas normas pode causar muitas complicações e conflitos. Por isso, o síndico fica responsável por promover uma comunicação eficiente.

 

  • Sinalização: é preciso sempre manter a área da piscina bem sinalizada, pois é muito importante para a segurança dos condôminos. Sem contar que é essencial que as regras de utilização da piscina estejam sempre visíveis, pois assim será mais fácil de serem cumpridas. E não se pode esquecer que o condomínio precisa se atentar a questão do acesso para essa área, pois existem pessoas com mobilidade reduzida, para isso, procure instalar rampas de acesso, corrimãos, pisos antiderrapantes, etc.

 

 

Não é tão difícil cuidar de uma área de lazer como a piscina, só é preciso se atentar aos detalhes e sempre fazer as devidas verificações, dessa forma, é possível evitar acidentes, e deixar que esse ambiente seja somente para diversão.

Redação Síndico Legal – Toheá Ranzeti

 

LEIA TAMBÉM

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here