O que são as benfeitorias e como elas funcionam em um condomínio

0
229

As benfeitorias são obras que se realizam no condomínio para embelezá-lo, melhorá-lo, conservá-lo. Parece simples, mas as benfeitorias podem ser de vários tipos:

 

 

  1. Voluptuárias: são as benfeitorias de mero deleite ou recreio, que não aumentam o uso habitual do bem. Por exemplo, a substituição de um piso comum por mármore, a construção de uma piscina, etc.;
  2. Úteis: são aquelas que aumentam ou facilitam o uso do bem, como a instalação de um portão eletrônico, cobertura do espaço do estacionamento, instalação de circuito interno de monitoramento, etc.;
  3. Necessárias: são aquelas que têm por fim conservar o bem ou evitar que se deteriore. Por exemplo, o conserto e reparo de tubulações, telhados, colunas de um edifício, etc..

As benfeitorias voluptuárias necessitam de concordância de 2/3 (dois terços) dos condôminos (Art. 96 § 2º e Art. 1.341 do CC).

 

 

As benfeitorias úteis do voto da maioria dos condôminos, 50% mais um (Art. 96 § 2º e Art. 1.341, II do CC).

As benfeitorias necessárias, podem ser realizadas independente de autorização, pelo síndico, ou, em caso de omissão ou impedimento deste, por qualquer condômino (Art. 96 § 3º e Art. 1.341, §2º do CC).

Se as obras ou reparos necessários forem urgentes e importarem em despesas excessivas, determinada a sua realização, o síndico ou o condômino que tomou a iniciativa delas dará ciência à assembleia, que deverá ser convocada imediatamente.

 

 

Não sendo urgente a benfeitoria necessária e importarem em despesas excessivas, somente poderão ser efetuadas após autorização da assembleia, especialmente convocada pelo síndico, ou, na omissão ou impedimento deste, por qualquer condômino.

Fonte: Síntese do Direito Condominial Contemporâneo

 

LEIA TAMBÉM

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here