O novo coronavírus é ou não é resistente a água da piscina?

0
286
O novo coronavírus é ou não é resistente a água da piscina?
O novo coronavírus é ou não é resistente a água da piscina?

Alguns condomínios e clubes já liberaram parcialmente o uso das piscinas, mesmo durante a pandemia do novo coronavírus. Mas afinal de contas, quais são os riscos da transmissão pela água?

De acordo com especialistas, não existe contaminação pela água. O coronavírus não sobrevive na água. Além do mais, o cloro utilizado nas piscinas age combatendo os agentes bacterianos. O problema da liberação das piscinas está na aglomeração.

 

 

A orientação é que os condomínios e clubes ao reabrir as áreas recreativas e também ao retornar as aulas aquáticas e academias, precisam adaptar os ambientes para agir contra a propagação da Covid-19. Algumas adaptações, como por exemplo: a limitação de uma pessoa por raia, higienização constante das áreas comuns.

Os clubes e os condomínios podem usar um tipo de sistema de agendamento das aulas, restringindo o número de alunos, e principalmente respeitando o espaçamento de dois metros durante as aulas de hidroginásticas e limite de dois participantes por raia nas aulas de natação. E sempre que possível fazer intervalos de pelo menos 15 minutos para a higienização dos locais.

 

Não é fácil se atentar aos cuidados, ainda mais que essas atividades ficaram suspensas por um determinado tempo, até que a propagação do vírus estivesse menor em algumas regiões. Porém, sabe-se o quão necessário e importante são esses cuidados, por isso é preciso se policiar e cuidar para que todos obedeçam às recomendações.

O cuidado com o uso da máscara nos locais de piscina precisa ser ainda maior. O ideal é levar uma máscara que não tenha sido utilizada ainda dentro de um saco que esteja protegido da umidade, para utilizar depois que sair da piscina.

Não se pode esquecer do toque nos objetos, bordas e corrimão da piscina. O risco é pequeno, pois tem água sendo espirrada o tempo todo. Se ao entrar na piscina você encostou em um corrimão, pode deixar sua mão na água da piscina por um tempo que o próprio cloro irá fazer a higienização da sua mão. Se você tocar o corrimão ao sair da piscina, deverá higienizar a mão com álcool em gel ou lavá-la com água e sabão.

 

Mesmo com tantas recomendações e adaptações, existem pessoas que ainda não se sentem seguras para treinar em ambientes fechados, ou ter aulas coletivas, e não confiam em utilizar as piscinas, mesmo que estejam sozinhas.

Todo cuidado ainda é pouco. A vacina ainda não foi aprovada, e não sabemos muito ainda sobre o novo coronavírus, e para evitar uma segunda onda, ou terceira onda, é preciso obedecer às normas de higiene e de distanciamento social, pois se proteger ainda é o melhor remédio!

Redação Síndico Legal – Toheá Ranzeti 

 

LEIA TAMBÉM

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here