Morte de cãozinho em condomínio de luxo vira caso de polícia

0
574
Viatura da Polícia Civil chega ao condomínio para investigar o caso

Ivanir Alarcon contou que Sansão, da raça shitzu, teve os órgãos rompidos após agressão

A aposentada Ivanir Alarcão, de 58 anos, procurou a Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema), nesta terça-feira (4), para denunciar a morte de seu cãozinho Sansão, de 2 anos, da raça shitzu.

Ela é moradora do condomínio Florais dos Lagos, em Cuiabá, e suspeita que Sansão foi deliberadamente morto após ter sido chutado na barriga por um morador.

esta manhã, uma equipe da Polícia Civil esteve no condomínio para iniciar as investigações sobre o caso.

 

“O que nos chocou mais foi que a uretra foi rompida, a próstata foi deslocada e os testículos dele também saíram do lugar”

 

O impacto da agressão, segundo Ivanir, causou o rompimento dos órgãos do cãozinho.

Ivanir afirmou que o animal passará por uma necropsia e que ela tomará as providências cabíveis na Justiça.

O cãozinho Sansão, que morreu após agressão

Ela contou que há cerca de 15 dias um vizinho ameaçou agredir seus três cães – outros dois, também da raça shitzu, que são pais de Sansão.

Conforme a aposentada, os animais teriam fugido e estavam na calçada do morador. “Ele deu a entender que se meus cachorros aparecessem por lá [na calçada dele]; nós iríamos ‘ver o que aconteceria com os cães’. Ontem; por volta das 19h30; ouvimos que os cachorros saíram, e em menos de cinco minutos saí atrás. Foi quando ouvi o grito do ‘Sansão'”, contou.

De acordo com ela, o animal chegou a atender ao chamado. Porém, quando Ivanir o pegou no colo, viu que o cachorro estava paralisado da cintura para baixo.

Quando percebeu os ferimentos, a aposentada contou que levou o cão ao veterinário imediatamente.

 

 

Órgãos rompidos

Chorando ao telefone, a aposentada contou que o animal teve a maior parte dos órgãos rompidos por conta da força da agressão.

Sansão passou por uma cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos internos e faleceu na madrugada desta terça-feira (3).

“O que nos chocou mais foi que a uretra foi rompida, a próstata foi deslocada e os testículos dele também saíram do lugar. Ele estava todo roxo, todo machucado. Deixa a entender que alguém chutou ele como se chutasse uma bola”, explicou.

Segundo Ivanir, o laudo veterinário descartou que os ferimentos foram causados por atropelamento.

Na manhã desta terça-feira (4), a moradora participou de uma reunião com a administração do condomínio, que se comprometeu a tomar todas as providências legais.

Mudança

A aposentada afirmou que se mudou para o condomínio há seis meses, e nunca imaginou que enfrentaria esse tipo de problema no local.

“No momento que tudo aconteceu, a primeira coisa que minha família e eu decidimos é que vamos nos mudar daqui. Isso não é coisa de gente, é coisa de psicopata.

Fiz uma casa, imaginei que teria uma liberdade e qualidade de vida melhores, mas terminei muito traumatizada”, desabafou.

 

Fonte: Mídianews

Leia mais sobre animais em condomínio aqui!

 

LEIA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here