Moradores reclamam da falta de água em condomínio na zona Norte de Ribeirão Preto, SP

0
210
Falta de água pega moradores de surpresa e causa transtornos para mais de 300 famílias

Moradores de Ribeirão Preto (SP) reclamam da falta de água recorrente em um condomínio localizado no bairro Jardim Silvio Passalacqua, na zona Norte da cidade.

A diarista Cláudia Pereira da Silva, moradora do condomínio há três anos, conta que ela e os vizinhos já chegaram a ficar um fim de semana inteiro sem água.

Já Fernanda Corazza de Queiroz explica que o problema muitas vezes acontece de repente, dificultando a vida das famílias, que muitas vezes não têm a quem recorrer.

“Falta de repente, não dá nem para a gente se programar. E o ruim é que todo mundo aqui mora no condomínio, então não tem como buscar em um vizinho do lado, não tem um parente para buscar aqui perto. É preocupante mesmo.”

Claudia Pereira da Silva, moradora do condomínio — Foto: EPTV/Jefferson

A falta de água é tão frequente que a mangueira utilizada para pegar água do caminhão pipa fica sempre disponível no jardim.

O síndico do condomínio, Daniel Grizante, explica que nem mesmo 12 caminhões pipa em um dia são suficientes para suprir a demanda das 304 famílias que vivem no residencial.

“Teve dia que a gente pediu 12 caminhões pipa, chegou a abastecer quase 80 mil litros de água e não resolve. As pessoas, no desespero, começam a querer guardar água, começam a querer reservar água também. Nesse desespero, acaba não dando para abastecer todos os blocos e apartamentos, deixando várias famílias sem água.”

Os problemas com a falta de água já são antigos. O aposentado Sérgio Escobar conta que nem na virada de ano o problema deu uma folga.

Mangueira usada nos caminhões pipas adquiridos pelos moradores — Foto: EPTV/Jefferson

“Na virada de ano, nós ficamos aqui sem água. Dois dias sem água. Levantamos da cama e já está faltando água nas torneiras.”

Por conta da falta de solução por parte da Secretaria de Água e Esgoto de Ribeirão Preto (Saerp), alguns moradores pensam em se mudar. Fernanda e o marido são dois deles. “A gente até pensou em alugar o apartamento, que é do meu marido, e morar em outro lugar, por conta da falta de água“, conta.

Procurada, a Saerp afirmou que vai fazer uma vistoria no local para identificar a causa do desabastecimento, mas não especificou uma data para que isso aconteça.

Fonte: G1

LEIA TAMBÉM

Artigo anteriorDa limitação de idade para utilização de mesas de bilhar/sinuca no ambiente condominial
Próximo artigoA cobrança de taxa de condomínio antes da entrega das chaves é ilegal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here