Moradores de condomínio reclamam da falta de água

0
100
Moradores de condomínio em SG reclamam da falta de água

Moradores de um condomínio na Rua Lúcio Tomé Feteira, no bairro Vila Lage, em São Gonçalo, reclamam da falta de água diária nas torneiras. De acordo com a vizinhança, é preciso improviso e criatividade para dar conta das tarefas dentro de casa e atender as necessidades. Há pelo menos 30 dias as torneiras estão na ‘seca’.

Há mais de 40 anos morando no condomínio, o aposentado Edson Silva Cardoso, de 67 anos, encontrou como solução, “percorrer mais de 7 kms para conseguir lavar, ao menos, suas roupas”. É na casa da filha, no Centro de Niterói, que ele lava todas as peças. Segundo ele, a concessionária Águas do Rio, deu um prazo de 48 horas para técnicos irem ao local, mas ficou apenas na promessa.

“Passaram 15 dias e ninguém apareceu. Usamos a água da chuva para tomar banho. As contas estão chegando, já a água virou algo de luxo. A gente só precisa que seja solucionado. Ninguém vive sem água”

Pelo menos 15 casas estão sem água nas torneiras. Célia Pires, de 65 anos, já perdeu as contas de quantos protocolos precisou registrar quando fez contato com a concessionária.

“Fiz várias ligações, minha conta está em dia. Inclusive já recebi a de julho. Estamos nesse sufoco todo, contando com ajuda de vizinhos, pegando baldinho”, contou.

Célia contou, também, que não está podendo nem receber visitas em sua casa.

“Não tem como receber ninguém na minha casa. Não tem água nem para lavar o quintal, muito menos fazer um café”

Um grupo de moradores contou que percebeu a água diminuindo nas torneiras no dia 12 maio, depois disso, as casas ficaram sem o abastecimento.

Liane Carvalho, de 62 anos, teve que comprar uma bomba para poder ter água em sua casa.

“Coloquei a bomba em uma torneira que tem na frente da minha casa, lá cai algumas gotas d’água. Corre o risco de queimar a bomba, mas foi a única forma que encontrei”, disse.

Procurada, a concessionária Águas do Rio disse que o abastecimento está normal na região e que mesmo assim, técnicos foram enviados para o local.

 

Fonte: Enfoco

 

LEIA TAMBÉM

FAÇA PARTE DOS NOSSOS GRUPOS 

👉 GRUPOS WHATSAPP👈

👉GRUPO TELEGRAM👈

👉INSCREVA-SE NO YOUTUBE

Artigo anteriorSeguro condomínio: Proteção para reformas traz tendência ao segmento
Próximo artigoCondomínio com obras paralisadas é alvo de invasões e furtos em Caxias do Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

treze + 6 =