Manutenção da impermeabilização nos condomínios

0
321
Manutenção da impermeabilização nos condomínios

Em qualquer obra da construção civil, é necessário um bom serviço de impermeabilização. Através disso, o cliente consegue evitar o surgimento de problemas decorrentes de infiltrações, tais como as manchas, o desplacamento das pinturas e dos revestimentos e maiores comprometimentos à estrutura e às instalações da parte elétrica.

Os condomínios, nos dias de hoje, representam grande parte das obras da construção civil executadas em grandes cidades. Nestes casos, também não é diferente: é preciso realizar a impermeabilização com total qualidade. Por conta disso, existem os serviços de impermeabilização em condomínios.

 

 

A partir da execução do serviço de impermeabilização em condomínios, a empresa evita problemas de maior gravidade, afinal, nestas situações, as infiltrações que acontecem em uma residência podem chegar a afetar as outras mais próximas.

Portanto, quem vive em condomínios deve se preocupar em assegurar uma impermeabilização de qualidade, evitando problemas para o seu imóvel e também para os demais.

 

CUIDADOS NA IMPERMEABILIZAÇÃO EM CONDOMÍNIOS

Há muitos cuidados que devem ser tomados durante a impermeabilização em condomínios para garantir que o serviço seja feito com total eficiência. Primeiramente, é necessário verificar e adequar as condições do local da aplicação.

É importante que esteja limpo e sem partículas de poeira, além de também estar livre de imperfeições muito importante.

O local em que será feita a impermeabilização em condomínios deve passar por processos de lavagem, assim retirando toda a sujeira.

 

 

Recomenda-se que seja feito o hidrojateamento, pois é um método ágil e eficaz de limpeza.

Também é importante que, antes da impermeabilização em condomínios, os cantos do local sejam arredondados com a utilização de argamassa. Isso possibilita resultados de maior qualidade após a aplicação do produto impermeabilizante.

 

 

EM GERAL, AS PRINCIPAIS ÁREAS QUE COMPÕEM O SISTEMA DE IMPERMEABILIZAÇÃO DO CONDOMÍNIO E PRECISAM DE MANUTENÇÃO PERIÓDICA SÃO:

– Juntas de dilatação;

– Lajes do térreo e da cobertura;

– Jardineiras e jardins acima da garagem;

– Marquises;

– Calhas de alvenaria;

– Piscinas;

– Áreas propensas à umidade como banheiro, áreas de serviço e etc.

– Caixas d’água, cisterna e esgoto.

 

 

 SISTEMAS DE IMPERMEABILIZAÇÃO MAIS USADOS

– Membranas flexíveis: emulsões asfálticas; emulsões acrílicas; asfalto oxidado e outros.

– Membranas rígidas: as principais são as argamassas e a cristalização.

– Mantas flexíveis: manta asfáltica, manta polimérica e outras.

– Resinas poliméricas

– Injeção de gel

 

NORMAS E DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA EXECUÇÃO DE IMPERMEABILIZAÇÃO

– Manual: do proprietário e das áreas comuns do condomínio;

– NR6: treinamento e utilização de EPI’s;

– Avaliação Quantitativa de Riscos Químicos;

– Seguro de responsabilidade civil: instrumento que indeniza qualquer tipo de acidente e incidente ocorrido nas dependências do condomínio no período da obra;

– NBR 9575: refere-se à impermeabilização (seleção e projeto);

– NBR 9574: dispõe sobre a execução de impermeabilização.

 

 

PALMIRO SOARES DE LIMA FILHO. Engenheiro Civil, Diretor e Membro Titular do IBAPE-MT (Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia), atua na área de avaliações e pericias judiciais e extrajudiciais e vistorias em condomínios a mais de 20 (vinte) anos,realizando trabalhos nas Comarcas da Capital e do interior de Mato Grosso.

 

Leia mais artigos aqui!

LEIA TAMBÉM

 

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here