Jovens são flagrados com armamento pesado em condomínio residencial

0
222

A Polícia Civil do Distrito Federal identificou dois jovens suspeitos de ameaçar, ostensivamente, moradores do Paranoá Parque com uso de armas de alto calibre.

A corporação chegou até eles após análise de vídeos gravados por câmeras de segurança no início de dezembro.

Segundo a polícia, a dupla “intimidava” a vizinhança quando desconfiava que denúncias haviam sido feitas contra o tráfico de drogas na região, ou quando era questionada sobre a música alta das festas que promovia.

Uma testemunha relatou aos investigadores que os jovens diziam frases como “aprende a repeitar bandido”, e um morador alegou ter sido agredido fisicamente pelos dois.

Jovens são flagrados com armamento pesado em condomínio residencial
Duple é flagrada com armamento ostensivo ameaçando moradores do Paranoá Parque, no Distrito Federal — Foto: PCDF/Reprodução

Imagens registradas próximo a um condomínio do Paranoá Parque mostra um dos suspeitos, de camisa preta, caminhando sorrindo com uma arma de grosso calibre nas mãos. Enquanto isso, o comparsa, de camisa azul, segura uma mochila e observa os arredores.

Logo depois, o jovem de camisa preta volta ainda armado, olhando para cima – mirando a janela de um morador, segundo a polícia e coloca a arma dentro da mochila carregada pelo outro. Em seguida, os dois vão embora.

Segundo a Polícia Civil, quem aparece nas imagens são Luiz Gustavo dos Santos, de 19 anos, e Lucas Correia do Nascimento, de 22 anos, que moram na região. Eles foram presos dentro de casa na véspera do Natal, na última terça-feira (24), mas a prisão e os vídeos só foram divulgados pela polícia nesta segunda (30).

Se condenados, os jovens podem responder pelos crimes de lesão corporal, corrupção de menores e ameaça. A operação foi denominada Jingle Bells por ter sido deflagrada na véspera do Natal.

Agressão

Jovens são flagrados com armamento pesado em condomínio residencial
Jovens são presos por ameaçar moradores do Paranoá Parque, no Distrito Federal, com armamentos de grosso calibre — Foto: Polícia Civil/Divulgação

 

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Jane Klébia do Nascimento, a dupla acumula “diversas denúncias” de ameaça no Paranoá Parque. Somente na quadra os jovens moram, há pelo menos 5 denúncias.

“Eles colocavam a arma no ombro e ficavam andando entre os prédios”,

    – conta a delegada.

 

Em uma das ocorrências, um morador foi agredido com barras de ferro dias após se envolver em uma discussão com um dos suspeitos. O bate-boca teria ocorrido porque o agressor “esbarrou” na mulher da vítima.

Fonte: G1

 

Leia mais notícias aqui!

LEIA TAMBÉM

 

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here