Investimentos importantes que os condomínios precisam fazer

0
127
reunião de futuros investimentos do condomínio
reunião de futuros investimentos do condomínio

Existem muitos serviços que os condomínios precisam fazer, como por exemplo, elevadores, para raios geradores de energia, são investimentos que trazem facilidade para os condôminos, agregam benefícios e ainda valorizam o imóvel para uma possível venda.

Os síndicos que são os responsáveis pelos condomínios precisam ficar atento para atuarem de forma preventiva, buscar fornecedores e prestadores de serviços que forneçam qualidade e garantia no trabalho realizado.

O portal Síndico Legal listou alguns dos principais investimentos que o condomínio precisa fazer. Veja:

 

Para-raios

Já foi comprovado que a maior quantidade de queda de raios no mundo acontece no Brasil. É justamente para proteger os condomínios dessa situação que os para raios devem ser instalados.

Os para raios funcionam da seguinte forma, ao ser atingido pelo raio, o equipamento desvia a descarga elétrica para os equipamentos e cabos até atingirem o chão. Fazendo assim, com que o raio perca a força e se espalhe.

Caso o condomínio não tenha o para raio, existe um grande risco de que a estrutura física do prédio seja abalada. E principalmente que sofra uma descarga elétrica queimando equipamentos eletrônicos, eletrodomésticos, entre outros.

E em situações ainda mais graves quando não há a presença do para raio, são os acidentes e choques elétricos nas pessoas. Pois o percurso do raio pode não ser desviado, correndo o risco de atingir um funcionário ou morador.

Cabe ao síndico escolher uma prestadora de serviço capacitada, para poder instalar o modelo mais adequado ao tipo do condomínio, e também que consiga fazer a manutenção e a vistoria de acordo com a necessidade do imóvel e do equipamento.

Elevadores

O elevador é um equipamento que exige muita atenção, pois ele facilita a mobilidade e a acessibilidade dos condôminos, não importando a idade.

De acordo com a legislação, é obrigatório que os condomínios tenham uma empresa especializada para fazerem a manutenção e as vistorias nos elevadores, verificando sempre os motores, as portas e os quadros de comandos.

São as avaliações técnicas que irão dizer se o equipamento precisa ser trocado ou não. Geralmente, o elevador começa a apresentar desgaste com 15 anos de uso. Começa a travar, a apresentar corrosão mecânica, por conta do uso frequente.

Porém é possível identificar que algo está errado quando o aparato começa a apresentar um certo desnível quando para num andar, ou acaba fazendo um barulho alto, se tiver falhas constantes, ou ainda, se estiver gastando muita energia.

Apesar do ato investimento, o elevador é um benefício em tanto para o condomínio, além de também ser mais seguro e mais econômico em relação a energia.

Gerador de energia

Vale ressaltar que o gerador de energia garante a continuidade do funcionamento caso tenha alguma falha ou queda na energia. Quando isso acontece, o equipamento é ligado automaticamente, e mantém o fornecimento para todo o condomínio por um período de tempo que pode variar de acordo com a regulagem de cada gerador.

O gerador de energia acaba tranquilizando os condôminos numa situação de pânico, pois evitam que os elevadores deem pane, e diminuam o prejuízo nos equipamentos do condomínio e dos condôminos.

Para os condomínios que preferem não comprar um gerador, podem optar por por locarem os equipamentos. E nesse caso, as empresas podem sugerir o modelo e o equipamento adequado.

Redação Síndico Legal: Tohea Ranzeti
Leia mais Conteúdos Exclusivos aqui!

 

LEIA TAMBÉM

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here