Gata de estimação é atingida por tiro de chumbinho em condomínio de luxo, em Goiânia

0
132
A gata foi baleada na noite de quarta-feira (20)
A gata foi baleada na noite de quarta-feira (20)

Uma gata de estimação foi atingida por um tiro de chumbinho em um condomínio de luxo, em Goiânia. Dona do animal, uma moradora do condomínio, que prefere não se identificar, diz que está fazendo de tudo para que a gatinha, que ainda é filhote, não precise amputar uma das patas, onde foi atingida.

“Ela está fazendo uma cirurgia agora para tentar evitar que tenha que amputar a patinha dela, mas está muito difícil, porque a bala está alojada nos nervos, e ela não está conseguindo movimentar essa pata. Foi um tiro, mas atingiu dois locais”, explica.

A gata foi baleada na noite de quarta-feira (20). A moradora conta que pediu ao condomínio imagens de câmeras de segurança para tentar identificar o agressor, mas não obteve retorno. A dona do animal registrou o caso na Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema).

A moradora acredita que a agressão ocorreu próximo à casa dela. “Minha gata é castrada, então, ela não sai de perto de casa, fica no jardim. Aqui não tem muro, porque o condomínio não permite, é uma norma. Quem mora aqui já vem sabendo disso. Inclusive, o condomínio permite que os gatos fiquem livres”, afirma.

A gatinha, que ainda não completou 1 ano de vida, foi encontrada pela família sangrando e miando de dor.

“Ela já estava com a patinha tremendo, sangrando muito e gritando de dor. Sangrou muito”, conta a dona do felino.

A moradora diz que nunca recebeu qualquer reclamação da gata de estimação, que mora com a família desde os 11 dias de vida. “Ela é muito calma e dorme na cama com meu filho. Nunca recebi qualquer reclamação”, diz.

Identificação do agressor

Indignada com a situação, ela quer que o autor do tiro seja identificado para que as agressões não se repitam.

“Por isso fico tão triste de não passarem as imagens, porque não quero que isso se repita. Não quero que isso aconteça com mais nenhum animal, que ninguém tenha que passar por isso”, afirma.

A moradora conta que, além das imagens das câmeras de segurança, também pediu ajuda à equipe de segurança do Condomínio Aldeia do Vale, mas que nada foi feito. “No dia, liguei para a segurança do condomínio e disseram que não podiam fazer nada”, relata.

Segundo a dona da gatinha, essa não é a primeira vez que isso acontece no condomínio. Em 2018, outra moradora denunciou que o gato dela foi atingido por um tiro de chumbinho e teve o pulmão perfurado pela bala.

“Isso que é o mais triste, porque é recorrente, e o condomínio não faz nada. Isso abalou muito nossa estrutura, nada justifica atirar em um animal, mesmo se estivesse incomodando”, diz a dona.
Fonte: G1

LEIA TAMBÉM

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here