Filmes plásticos podem proteger alimentos e superfícies do novo coronavírus

0
42
Filmes plásticos podem proteger alimentos e superfícies do novo coronavírus
Filmes plásticos podem proteger alimentos e superfícies do novo coronavírus

Um filme plástico de PVC transparente e esticável, desses para embalagem de alimentos, como por exemplo, carnes, frutas e frios, que também servem para proteger superfícies é capaz de proteger também do novo coronavírus.

 

 

O produto está sendo comercializado pela indústria de plásticos Alpes, e possui micropartículas de prata e sílica. Com uma tecnologia desenvolvida e licenciada pela empresa Nanox, de São Paulo, também apoiada pelo Programa Fapesp Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE).

Testes recentes, dirigido pelo laboratório de biossegurança de nível 3 (NB3), do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (IBC-USP), aponta que o material foi capaz de eliminar o 79,9% das partículas do SARS-CoV2 em cerca de 3 minutos, e 99,99% em aproximadamente 15 minutos.

Desde o começo da pandemia diversos produtos e materiais estão sendo testados, a fim de descobrir quais são os itens que mais combatem o novo vírus. Portanto, a eliminação do vírus pelo plástico PVC foi bastante eficaz de acordo com os testes.

Segundo os pesquisadores, as amostras do material com e sem micropartículas de prata e sílica adicionado em sua estrutura foram permanecidas em contato direto com o SARS-CoV2 em tempos diferentes.

 

 

Depois do período estipulado, o coronavírus presente nas amostras do material foram recolhidos e colocados em contato com células Vero (linhagem de células comumente usadas em culturas microbiológicas, sintetizadas a partir de células isoladas dos rins de uma espécie de macaco), para avaliar a capacidade de infecção e multiplicação após ser exposto ao filme plástico.

Lembrando que esse tipo de produto é muito utilizado para embalar frutas, carnes e frios em supermercados e mercearias, e tendo esse resultado como combate ao coronavírus é bastante satisfatório, além de levar apenas 15 minutos para eliminar o novo vírus da superfície.

 

Diferencial

Um dos principais diferenciais que o filme plástico apresenta se comparado a outros tipos de produtos dessa categoria criados para combater o novo coronavírus é a concentração de micropartículas de prata e sílica na composição.

Como esse material é utilizado para embalar alimentos, a quantidade do aditivo adicionado é menor, portanto existe um limite máximo do aditivo que pode ser acrescentado em materiais usados para embalar alimentos, a fim de impedir a dispersão da prata.

 

 

Os filmes plásticos de PVC devem ter muita transparência, e se tiver uma alta concentração de micropartículas de prata correm o risco de ficar amarelos ou acinzentados. A tecnologia desenvolvida pela Nanox permitiu que colocar uma quantidade menor de prata no material, e aumentar a eficiência antimicrobiana do aditivo, sem perder a transparência.

Fonte: terra.com.br

 

LEIA TAMBÉM

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here