Energisa tem obrigação de modernizar rede, diz Contar após relatos de queda de energia

0
59
queda de energia
queda de energia

Desde que a chuva começou em Campo Grande há dois dias, consumidores passaram a denunciar quedas de energia em diversos bairros da cidade. Moradores chegaram a ficar mais de 24 horas sem luz e relatam prejuízos. Mesmo com a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga a Energisa pausada, o relator explica que as denúncias dos consumidores serão levadas em consideração e que a concessionária tem obrigação de modernizar a rede de transmissão.

O deputado Capitão Contar (PSL), presidente e relator da CPI da Energisa, explica que as denúncias contra a concessionária são variadas. Apesar da CPI ter foco no valor cobrado nas contas de energia, todos os relatos serão considerados.

 

 

 

“A CPI da Energisa está pausada por conta da pandemia, mas está a todo vapor, estamos apenas aguardando a volta dos trabalhos. Nada mudou, nosso objetivo é muito claro”, disse o deputado. Contar explica que a CPI será retomada assim que a Assembleia Legislativa voltar com os trabalhos presenciais.

Nos bairros, consumidores contam que basta uma garoa para derrubar a energia elétrica. O relator da CPI explica que a empresa tem a obrigação de modernizar a rede de transmissão. “A empresa tem obrigação contratual de modernizar redes de transmissão, nós vamos juntar todas as informações sobre queda de energia, não é o objetivo principal, mas será levado em conta por conta do cumprimento de contrato por parte da empresa”, explica.

 

 

A CPI da Energisa busca investigar, principalmente, os altos valores cobrados pelos serviços da empresa de energia elétrica. Em uma das audiências, a má qualidade e a falta de manutenção das redes elétricas também foi discutida.

“Uma rede defeituosa não altera a medição ou consumo, ela acarreta interrupção do fornecimento ou até a queima do equipamento”, explicou o diretor da Energisa, Marcelo Vinhais, durante audiência na Assembleia Legislativa em março do ano passado.

 

 

O representante do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), Alex Lessa, esclareceu que o consumidor pode pedir a aferição dos medidores de energia para verificar se há alguma alteração no equipamento que possa ocasionar leituras incorretas no consumo. “Existe um laboratório de medidores de energia e estamos prontos para atender essa demanda”, destacou.

Fonte; Mídiamax

 

LEIA TAMBÉM

 

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here