CUIDADO, Criminosos agem em condomínios durante a Quarentena

0
780
CUIDADO, Criminosos agem em condomínios durante a Quarentena

Não é de se estranhar que mesmo com o mundo em crise, passando por uma terrível pandemia, algumas pessoas resolvam se aproveitar deste momento de vulnerabilidade para cometer atos criminosos nos condomínios. Bandidos estão se utilizando da Pandemia de coronavírus para invadir condomínios.

 

 

Nem a quarentena de prevenção ao Covid-19 ficou livre desses criminosos, já que os oportunistas estão usando esse motivo para burlarem a segurança dos condomínios enganando porteiros, zeladores e equipe de segurança.

O fato tem acontecido em várias capitais do país, e os bandidos agem da seguinte forma:

homens fingem serem inspetores do coronavírus, ou fingem ser vigilantes de saúde, ou até mesmo funcionários de laboratórios de sangue que vão até as residências para confirmar um caso da doença.

 

 

Acontece que tudo faz parte de um esquema, para conseguirem entrar no condomínio e assaltar as unidades.

E nem o fato dos moradores estarem em casa durante esse período de resguardo, intimidam os criminosos, que tem causado pânico e terror nos condomínios ondem conseguem ter acesso.

Os hospitais e laboratórios estão emitindo notas, a fim de comunicar a população de que esses serviços são seguros, desde que os funcionários estejam devidamente uniformizados, e com crachás, e que em casos de dúvidas, o morador pode ligar para a empresa e se certificar dos dados do colaborador, e confirmar o serviço.

Mas diante do aumento de casos em todo o Brasil, os síndicos devem se preparar melhor, e também alertar os seus funcionários, para que tomem medidas mais restritas quanto a segurança do condomínio durante esse período.

 

 

Devido a importância desse assunto, a fim de proteger os condomínios e seus moradores, o portal Síndico Legal recomenda algumas medidas que devem ser tomadas para que os cuidados mínimos sejam adotados, são eles:

  • É recomendado que o síndico crie um comitê de crise junto com os condôminos para ajudar na prevenção, como também tratar do assunto, organizar as questões necessárias, e também ajudar a manter os moradores informados sobre as medidas preventivas. O comitê poderá utilizar dos meios de comunicação do condomínio para auxiliar nessa tarefa;
  • É importante ressaltar que os portões e portas devem sempre ficar fechados, e só devem ser abertos em caso de certeza, e após confirmação de dados dos ‘convidados’. Lembrando também que os moradores não devem deixar a porta de suas casas destrancadas, ou abertas, para sua própria segurança, e que deve-se evitar receber pessoas em suas unidades durante a quarentena, alguns Síndicos estão restringindo muito a circulação de pessoas no condomínio, o que é totalmente correto para diminuir o risco de contágio.
  • Não se deve liberar a entrada de nenhuma pessoa dentro do condomínio sem que tenha a autorização do condômino a quem for solicitado;
  • É importante também fazer o cadastro de todos os estranhos, sejam eles visitantes ou prestadores de serviços, se for entrar no condomínio, deve fazer o cadastro, e os porteiros devem estar cientes e bem orientados nesse quesito;
  • Com o período de epidemia, é normal que se cancele a utilização do sistema de identificação biométrica para entrada e saída do condomínio, já que é preciso ser evitado qualquer forma de contato para evitar o contágio, lembrando, somente nesses momentos de crises desse tipo;
  • Por mais que as empresas estão se preocupando, e emitindo notas explicativas, sempre que o condomínio receber a visita de pessoas que se identifiquem como da fiscalização sanitária da saúde, ou de laboratórios, e mesmo que estejam uniformizados e com crachá, sempre confirme com o síndico e com o morador para saber se a informação está correta, e se for necessário, ligue para a empresa confirmando os dados do funcionário. Vale ressaltar que os mesmos devem esperar do lado de fora do condomínio, até que seja liberada a sua entrada;
  • Nessa época de pandemia, é recomendado evitar atividades de hospedagens, dessas por meios de aplicativos ou sites, pois como possui natureza não residencial, ela acaba expondo os outros moradores à rotatividade, e consequentemente coloca em risco também o contágio do coronavírus, ou até mesmo a assaltos;
  • Se caso algum visitante for suspeito, acione imediatamente a Polícia Militar, peça atendimento o mais rápido possível;
  • Se os policiais forem chamados, ajude-os repassando toda a informação que souber, para que eles possam atuar de forma correta e com urgência.

Não adianta causar mais pânico ainda entre os condôminos, é preciso manter a calma, pois sabe-se que nenhum momento costuma ser perdoado pelos criminosos. E que é diante da vulnerabilidade que eles gostam mais de cometer seus crimes.

Por isso é importante que os moradores, síndicos e funcionários do condomínio devem agir sempre com meios de prevenção, assim as chances de se protegerem são ainda maiores.

 

Toheá Ranzeti – Redação Síndico Legal

 

Leia mais conteúdo exclusivo aqui!

LEIA TAMBÉM

 

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here