Construção Civil comemora reaquecimento do mercado imobiliário em 2018

0
478

Queda na inflação e consequente redução da taxa Selic, estabilidade na geração de empregos, melhoria no índice de confiança dos empresários e o bom momento do agronegócio têm aquecido o mercado da construção civil, que comemora um dos melhores momentos desde 2015. A oferta  de imóveis (casas, apartamentos, lotes e salas comerciais em condomínios) é de 4.9 mil unidades, resultado de 121 empreendimentos lançados desde 2011. A expectativa para 2018 é que o número de empreendimentos lançados seja o dobro em relação ao registrado em 2017: de 4 para oito.

Só em 2017, foram contratados mais de R$1 bilhão em financiamentos imobiliários e, para este ano, estima-se que este número possa crescer ainda mais. É o que garante o presidente do Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscon MT), Julio Flávio Campos de Miranda. A entidade reúne cerca de 100 empresas entre construtoras e incorporadoras de todos os portes no estado.

Segundo ele, é visível o aumento na procura por condomínios residenciais e comerciais tanto pela segurança como pela redução das despesas. A expansão se dá em todas as faixas de renda, desde moradia enquadradas no Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) – especialmente faixas 2 e 3 – até os condomínios de alto padrão. “Vejo que a tendência é melhorar e com isso todos os setores em torno serão afetados”.

Um mercado que garante 50 mil empregos diretos e mais 50 mil, pelo menos, indiretos. De acordo com dados do Cadastro Geral de Trabalhadores Empregados (Caged), o saldo de empregos em Mato Grosso neste ano começou positivo. De janeiro a fevereiro foram 4.967 mil contratações para 4.580 demissões, produzindo um saldo positivo de 384 trabalhadores com carteira assinada no estado.

“Mais construções geram necessidade de mão de obra e aquisição de matéria-prima, logística, segurança, gestão. É um nicho infinito e o momento está muito bom para investir tanto para quem quer comprar imóvel quanto para quem quer construir ”, garante Julio Flávio.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here