Conheça as responsabilidades de uma Administradora

0
129
responsabilidades de uma Administradora

Muitos síndicos, com o apoio dos demais condôminos e suporte da convenção, estão contratando administradora para o condomínio, a fim de tornar a gestão mais profissional e prática.

De acordo com o parágrafo segundo do artigo 1.348, presente no Código Civil, o síndico pode transferir para outra pessoa ou empresa, total ou parcialmente, os poderes de representação, assim como as suas funções administrativas, mediante aprovação da assembleia, salvo haja disposição em contrário na convenção.

Dentre as atribuições das administradoras pode se incluir a convocação das assembleias gerais, seguindo o que estabelece a convenção, a execução da deliberação das assembleias, a distribuição de cópias das atas e a comunicação de todas as deliberações das assembleias aos condôminos, mantendo o cadastro dos mesmos sempre atualizados.

Além das ações voltadas diretamente aos condôminos, a administradora deve providenciar orçamentos para as despesas e levar à assembleia para aprovação, realizar todos os controles contábeis, executar e enviar, com antecedência, as cotas condominiais ordinárias e extraordinárias aprovadas por assembleia, auxiliar o síndico na contratação dos seguros da edificação ou do conjunto de edificações.

 

 

Sobretudo, cabe às administradoras, também, propor reformas que prezem pela segurança do patrimônio e dos condôminos, efetuar o pagamento das despesas do condomínio, desde que autorizadas e de que haja fundos suficientes para tais vencimentos, comprar insumos necessários, contratar empresas terceirizadas, inclusive, indicar assessoria jurídica e contábil.

Os síndicos, que contratam uma empresa administradora, também podem transferir a função de fazer a gestão dos funcionários, como disciplinar, suspender, admitir e demitir, conforme as leis trabalhistas, junto aos órgãos competentes, bem como produzir guias do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), do Programa de Integração Social (PIS), do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), do Imposto de Renda (IR), folha de pagamento, férias e outros atributos que devem ser feitos pelo departamento pessoal.

Por fim, a administradora também deve manter os relatórios e toda a documentação para prestar contas, a qualquer tempo, ao síndico e este apresentar aos demais condôminos. Contudo, existem condomínios que optam por transferir apenas algumas dessas responsabilidades à empresa contratada e decidem que o síndico administre os recursos financeiros, as compras e pesquisas relacionadas a obras e manutenção.

 

Por: Juliana Zefiro | Redação Sindico Legal

 

Leia mais conteúdo exclusivo aqui!

LEIA TAMBÉM

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here