COMO PROCEDER NA VISTORIA PREDIAL NA ENTREGA DE UM CONDOMÍNIO NOVO

0
1015

A vistoria predial em condomínio novo é uma etapa muito importante no momento da entrega das chaves do novo empreendimento pela construtora. Vamos destacar para você, síndico, algumas orientações sobre como fazer e o que vistoriar. Afinal, estes procedimentos vão garantir que você entre com o pé direito no novo condomínio.

A vistoria predial na entrega das chaves tem como objetivo conferir se tudo aquilo que foi prometido está sendo efetivamente entregue, será feita uma inspeção para garantir se realmente o que foi executado está em conformidade com o prometido pela construtora e o cliente. Para responder a esta dúvida e dar plena segurança a todos os moradores, a checagem chamada de vistoria predial inicial entra em campo.

O ideal é que ela seja feita por um profissional especializado, que estará mais capacitado para encontrar desarranjos, necessidades de ajustes, vícios e defeitos no novo condomínio. A partir do relatório desse profissional, o síndico deve pedir à construtora a garantia de que tudo que estiver em desacordado seja revisto e entregue. Somente desta forma, o condomínio estará com as áreas comuns completamente seguras e prontas para o uso de todos.

PRECAUÇÕES A SEREM TOMADOS NA HORA DA VISTORIA PREDIAL INICIAL

  • Tenha todos os documentos necessários para verificação. Entre eles, o Habite-se, memorial descritivo, o AVCB e o manual do proprietário para poder comparar o que foi entregue nas áreas comuns em relação ao que foi acordado.
  • Avalie se não há rachaduras e/ou vazamentos.
  • Faça uma checagem completa das instalações elétricas e hidráulicas.
  • Organize em listas separadas os problemas das áreas comuns e aqueles das áreas privativas, sendo que cada condômino deve avaliar a sua respectiva unidade. Eles devem informar o que estiver em desacordo por escrito ao síndico.
  • Com base nestes relatórios, a construtora deve fazer os ajustes e alterações necessárias. Normalmente isso é atendido sem grandes problemas. Se, porventura, a negociação não for amigável, o jeito será entrar com uma ação judicial em nome do condomínio. Diante disso, o juiz nomeará um perito para fazer uma vistoria.

 

PALMIRO SOARES DE LIMA FILHO. Engenheiro Civil, Diretor e Membro Titular do IBAPE-MT (Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia), atua na área de avaliações e pericias judiciais e extrajudiciais e vistorias em condomínios a mais de 20 (vinte) anos,realizando trabalhos nas Comarcas da Capital e do interior de Mato Grosso.

 

Artigo anteriorPorteiro é indenizado por sofrer injúrias raciais.
Próximo artigoSuperior Tribunal de Justiça decide pela guarda compartilhada do animal de estimação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove − nove =