Como cuidar bem dos jardins nos condomínios

0
101

Existem muitas vantagens em se ter um ambiente preservado e bem cuidado, principalmente quando o assunto se trata do paisagismo do condomínio. Hoje em dia muitas pessoas estão escolhendo morar em condomínios que possuam jardins.

Por mais que pareça banalidade, é interessante que os moradores têm pensado no maior contato com o meio ambiente, e assim melhorar o bem-estar, a qualidade de vida e a saúde. Mas de nada adianta ter um jardim e não cuidar dele da maneira correta, com profissionalismo e manutenção em dia. O cuidado começa nas escolhas das plantas e vai até aonde serão colocadas nas áreas comuns do condomínio.

Preservar o jardim do condomínio oferece muitas vantagens ao empreendimento, como por exemplo, a diminuição do calor, gerando mais sombras e lazer, como também a aproximação de pássaros e melhoria na qualidade do ar.

Sem contar com a decoração do condomínio que fica muito mais apresentável.

É importante o síndico saber que quando for fazer orçamentos e apresentar os custos da manutenção dos jardins do condomínio aos condôminos, é interessante lembrar que um jardim bem feito e bem cuidado acaba valorizando mais o condomínio, e como resultado, valoriza cada unidade de imóvel.

O portal Síndico Legal listou algumas dicas para se ter um jardim bem cuidado no condomínio, são elas:

Conservação: O valor da manutenção de um jardim pode variar muito. Ele depende de diversos fatores, tais como: o tipo de terreno, as espécies que serão utilizadas, e principalmente do propósito do ambiente.

Assistência: A ajuda de um jardineiro ou de um paisagista é muito importante. Pelo motivo de que profissionais especializados possuem conhecimentos mais específicos, tais como: os cuidados com os diferentes tipos de planta, como cada uma deve ser cuidada; o controle de pragas e insetos; os períodos corretos de poda; e as formas de adubar para deixar as plantas bonitas e saudáveis.

Normas: Depois que definir se o jardim do condomínio vai ser ornamental e decorativo, ou se fará parte da área comum e de contato dos moradores, fazendo parte do espaço de lazer, como o playground, piscina ou quadra esportiva, e após a escolha, informe os condôminos das normas.

O síndico por ser responsável pelo condomínio, precisa seguir à risca a lei que o obriga a cuidar bem das plantas, principalmente em casos que algumas árvores precisam ser mudadas de lugar por conta de obras.

Ao escolher ter um jardim no condomínio, passa a ser importante exercer a manutenção correta do mesmo, para que haja uma boa valorização no imóvel.

Caso contrário, além de ocorrer a desvalorização, poderá também comprometer a estrutura do condomínio, a começar pelo solo e plantas do jardim, e assim causará mais custos para o condomínio ao ter que refazer todo o jardim novamente.

 

Tohea Ranzetti – Síndicolegal

LEIA TAMBÉM

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICOLEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here