A tecnologia dos carros elétricos dentro dos condomínios

0
124
A tecnologia dos carros elétricos dentro dos condomínios

Mesmo que as vezes pareça um pouco devagar, principalmente ao se tratar do Brasil, a tecnologia e a sustentabilidade tem ganhado força e se expandido, e os condomínios não poderiam ficar de fora desse desenvolvimento.

Atualmente, a população tem buscado um mundo mais sustentável, devido isso, a procura por carros elétricos aumentou mais de 50% nos últimos 2 anos.

Com esse aumento considerável, alguns condomínios novos já vêm apresentando espaços nas garagens para que os carros elétricos possam ser carregados.

Porém, nos condomínios antigos, aonde os condôminos adquiriram um carro elétrico ou híbrido, tem vivenciado dificuldades para se adequar.

 

 

O portal Síndico Legal quer saber, o seu condomínio está preparado para a tecnologia dos carros elétricos?

Para começar a falar desse assunto, precisa-se levantar os custos das recargas dos carros nas garagens, já que a garagem é uma área comum, e sua energia elétrica faz parte dos gastos comuns do condomínio, além do mais, o condômino que não possuir o carro elétrico pode se sentir lesado ao ter que pagar por essa ‘energia a mais consumida’, sendo que não terá benefícios diretos.

A alternativa para essa situação é que existem sistemas diretos de carregamento, que usufrui de uma tecnologia inteligente, onde o custo da energia utilizada nesses casos é distribuído somente entre os usuários que possuírem o carro elétrico.

 

 

Por exemplo, quando o carregador for ligado na tomada do condomínio, o rateio é automático, diretamente para a sua unidade, assim, o consumo é remetido ao condômino usuário.

Em outros casos, em condomínios mais modernos, é possível ligar o carregador do carro elétrico diretamente no relógio do proprietário.

É importante ressaltar que é preciso saber quantas tomadas o condomínio precisa e pode oferecer, isso dependerá da demanda, ou seja, da quantidade de condôminos que necessitarem desse serviço.

 

 

Lembrando que atualmente a tecnologia não está só nos carros elétricos, como também nos dispositivos de carregadores, já que alguns modelos oferecem a utilização individual e a utilização compartilhada.

Em alguns casos, é possível até emitir um relatório mensal de consumo do veículo, assim, conseguirá controlar e dividir corretamente os custos, podendo até ser enviado diretamente para a administradora do condomínio.

Os plugues para conectar os cabos de energia do carro ainda são raros pelas cidades brasileiras, todavia, em alguns shoppings e até mesmo postos de combustíveis já fornecem essa opção, mas claro que cada usuário irá arcar com as despesas do seu abastecimento.

 

 

Já existem projetos de leis que buscam resolver as questões que circundam os carros elétricos, e varia de cada região.

A primeira iniciativa positiva partiu do ponto onde o Governo Federal zerou o Imposto de Importação para automóveis movidos unicamente a eletricidade ou hidrogênio, mas existem outros pontos que estão sendo discutidos.

Um exemplo onde já se aplicam sanções a respeito dos carros elétricos ou híbridos, é em São Paulo, onde a alíquota de IPVA caiu 50%, além do benefício de não participar do rodízio de veículos.

A adaptação do seu condomínio para a procura ou se ela já existe, então, para o aumento dessa demanda, e é por isso que o assunto precisa ser levado em consideração, e que deve entrar no planejamento do empreendimento o mais breve possível, buscando atender as necessidades dos condôminos.

 

Toheá Ranzeti – Redação Síndico Legal

 

Leia mais conteúdo exclusivo aqui!

LEIA TAMBÉM

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI! 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here