Capacidade financeira de condomínio é suficiente para reduzir o valor de indenização

0
559
condominio nao pode exigir cnh
Imagem: Exame

Capacidade financeira de condomínio é suficiente para reduzir o valor de indenização em caso de acidente. O entendimento é do Tribunal Superior do Trabalho, que rejeitou o recurso de um empregado do Condomínio Edifício Santa Filomena. Ele pediu a reforma de decisão de segunda instância, que reduziu o valor de indenização por danos morais de cem salários mínimos para cinquenta.

Conforme análise pericial, o empregado teve sua condição física limitada devido a um acidente com o elevador do prédio que aconteceu durante as atividades de limpeza. Por determinação de primeira instância, o empregador foi condenado a pagar até cem salários mínimos regionais.

Os moradores do prédio recorreram ao Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região de São Paulo, que reduziu a indenização. O entendimento se fundamentou nas necessidades básicas do trabalhador e, por outro lado, na capacidade financeira do condomínio. Como o prédio conta com apenas 12 moradores, o TRT entendeu que o valor de cinqüenta salários mínimos é proporcional ao dano moral e à capacidade financeira do empregador.

O relator do Recurso de Revista no TST, ministro Aloysio Corrêa da Veiga, averiguou que não houve violação de lei nem divergência de jurisprudencial na decisão do TRT. A 6ª Turma não conheceu o recurso do trabalhador já que, conforme a Súmula 126, não é possível fazer reexamos de fatos e provas nesta fase recursal. Com informações do Tribunal Superior do Trabalho.

Fonte: Conjur

https://www.sindiconet.com.br/informese/danos-morais-em-caso-de-acidente-jurisprudencias-acidentes

Artigo anteriorCondôminos devem reparar ato de morador que jogou material corrosivo pela janela
Próximo artigoDireito de preferência não se aplica na venda de fração de imóvel entre coproprietários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here