Brinquedoteca nos condomínios: onde a regra se chama diversão

0
102
briquedoteca em condomínio
briquedoteca em condomínio

É interessante que as construtoras pensem e reserve um espaço dentro dos condomínios para a brinquedoteca. Esses ambientes possuem muita importância para o desenvolvimento infantil.

A brinquedoteca em um condomínio possibilita que as crianças se divirtam brincando, e ainda promove a interseção, já que elas aprendem a conviver, a ganhar e perder, esperar sua vez, tudo sendo compartilhado com outras crianças e num ambiente familiar que é o condomínio.

O portal Síndico Legal selecionou algumas dicas para aqueles condomínios que não possuem um ambiente já próprio mas que desejam adaptar uma sala e criar uma brinquedoteca.

 

 

Na hora de planejar a brinquedoteca das crianças, prefira um lugar que seja bem iluminado e arejado, se possível que seja natural, também tem que ser confortável, seguro, e que promova uma liberdade para as crianças. Para continuar na montagem, é preciso verificar os brinquedos ideias para esse ambiente, de modo que atenda as necessidades dos pequenos, pensando nas diferentes idades que irão frequentar o espaço.

Um dica importante é que se possível separe a sala em ‘ambientes’, por exemplo, cantinho da leitura, jogos de montar, hora do desenho, cantinho dos brinquedos, entre outros.

Cuidados essenciais

A principal preocupação é a segurança. Observar e evitar os objetos pontiagudos, brinquedos quebrados que possam oferecer riscos e peças muito pequenas (no caso das crianças menores) devem ser evitados para não correr o risco de serem engolidos, ou acontecer qualquer outro tipo de acidente doméstico.

Outro detalhe importante é a limpeza do ambiente. O espaço precisa ser limpo com frequência, assim evita alergias e problemas respiratórios, pois alguns brinquedos possuem orifícios pequenos que acabam acumulando poeira.

Geralmente os pisos escolhidos para esse ambiente são os pisos emborrachados, que gera segurança e diminui o risco de quedas. Outra opção são os tapetes coloridos, de letras e números, pois já estimula o aprendizado das crianças.

 

 

Procure não colocar muitos móveis no ambiente, as crianças gostam de espaço pra brincar, e quanto menos móveis melhor, sem contar que também é menos quinas para se machucarem.

Outro detalhe importante é que sempre escolha e verifique os brinquedos, eles precisam ter o selo de aprovação do INMETRO.

Lembrando que a brinquedoteca precisa ser atraente e não pode ser cansativa para a criança. Por isso, ao escolher as cores do espaço, fique atento para não abusar das cores e nem se perder nos desenhos. É recomendado usar tons claros, que promova estímulos visuais, pode utilizar também quadros e figuras geométricas.

Faixa etária

Para dar vida à sua brinquedoteca, precisa levar em consideração o interesse de cada criança, respeitando os gostos e a sua idade.

Crianças de até 2 anos, utilizam brinquedos que possuam estimulação sensorial. Opte pelos brinquedos coloridos, que possuam sons e texturas que estimulem os sentidos: visão, audição e tato. Uma boa alternativa são os giz de cera, já existe no mercado alguns específicos para essa idade que são mais grossos, assim facilita o manuseio.

Para as crianças de 2 a 3 anos, que já estão numa fase de verbalização e curiosidade, os livros com desenhos, brinquedos de empilhar, brinquedos de blocos e encaixes são ótimas opções para o desenvolvimento motor.

 

 

A partir dos 3 anos, as crianças vão gostar de um ambiente com estímulos mais significativos, que sejam uma espécie de simulação do dia-a-dia. Por exemplo, casinha, carrinhos, bonecas, kit de médico, cesta de feira, fantasias, quebra-cabeças e livros que estimulem a criatividade e também o faz-de-conta.

Se o espaço não for muito grande, você pode optar por brinquedos neutros, aqueles que serão utilizados pelas crianças de todas as idades, por exemplo, fantoches, tintas e telas, entre outros.

Para as crianças maiores, pode apostar em jogos mais complexos, que prendam mãos a atenção e a curiosidade, como: jogos de tabuleiros, kits de profissão, entre outros.

Vale ressaltar que as crianças aprendem a ver o mundo através das brincadeiras, e por meio das brincadeiras também que elas conseguem estipular o que é real e o que é imaginário, e também aprende a seguir as regras.

O principal objetivo da brinquedoteca é proporcionar a diversão, então se você puder criar um ambiente desse, se não no condomínio, mas dentro da sua própria casa, faça. Aproveite esse tempo com o seu filho!

Redação Síndico Legal: Tohea Ranzeti

 

Leia mais Conteúdos Exclusivos aqui!

 

LEIA TAMBÉM

 

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here