Bombeiros suspeitam que vazamento de gás causou explosão em prédio

0
70
Bombeiros suspeitam que vazamento de gás causou explosão em prédio

A principal hipótese levantada até o momento é que tenha havido um vazamento abrupto e em grande quantidade de GLP, o gás de cozinha.

Bombeiros e o Instituto Geral de Perícias (IGP) trabalham para determinar o que causou uma explosão num edifício em Balneário Camboriú, na quinta-feira (24) à tarde, e deixou duas pessoas feridas.  Ao todo, 32 apartamentos foram danificados.

Major Maico Alcântara, do Corpo de Bombeiros Militar, explica que, caso já houvesse um indício de pequeno vazamento, a tendência era que os moradores tivessem sentido o cheiro do gás e atentado para o problema.

Para que ninguém tenha percebido, a hipótese mais provável é que o gás tenha vazado rapidamente, sem tempo para reação.

Nesse caso, uma faísca vinda do fogão ou de aparelhos eletrônicos pode causar uma explosão.

O síndico do prédio foi notificado para apresentar o laudo de estanqueidade do sistema de encanamento do gás.

Os Bombeiros suspeitam, pelas proporções do incidente, que possa ter havido uma sobrecarga.

Bloco interditado

O prédio foi entregue há menos de cinco anos e possui Habite-se, ainda não há informações sobre o laudo anual de regularidade que é emitido pelo Corpo de Bombeiros.

Uma das vítimas, uma mulher que teve ferimentos leves, será ouvida esta tarde para relatar o que aconteceu.

A outra vítima é um homem de 37 anos, que teve queimaduras em 70% do corpo e permanece internado.

O bloco onde ocorreu a explosão segue interditado pelos Bombeiros e a Defesa Civil.

Fabrício Melo, diretor da Defesa Civil em Balneário Camboriú, disse que a equipe de engenharia do órgão afastou a possibilidade de dano estrutural.

Mas os cerca de 70 moradores só poderão voltar aos imóveis depois que for feita revisão elétrica, laudo de estanqueidade de gás e limpeza da área atingida.

Cachorro desapareceu

Melo conta que, com o impacto, 31 das 32 portas dos apartamentos atingidos tiveram rachaduras. Pessoas e animais de estimação que estavam no edifício e nas proximidades foram lançados pela força da explosão.

Inclusive um Bombeiro de Itajaí, que mora em um prédio no outro lado da rua, ele foi lançado do sofá de casa no momento em que ocorreu o estouro.

Um cachorro, que estava em um dos apartamentos, está desaparecido, a suspeita é de que também tenha sido lançado com a explosão.

A expectativa é que o laudo oficial com as causas do incidente saia em até 20 dias.

Fonte: Nsc Total

 

Leia mais notícias aqui!

LEIA TAMBÉM

 

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here