As férias de julho chegaram aos condomínios

0
269
Férias escolares
Imagem: Freepik

Como diminuir os transtornos que chegam junto com as férias escolares

O mês de julho está chegando e junto com ele a tão esperada férias escolares. Mas alguns adultos também optam por tirar um recesso nessa época do ano para descansar. E com esse recesso o movimento nos condomínios aumenta bastante, já que a criançada aproveita os espaços da área de lazer para se divertirem.

            Quadras, playgrounds, salões de cinema e as piscinas são os locais mais procurados, principalmente por crianças e adolescentes. Devido ao volume de utilização e trânsito de pessoas nessas áreas, é necessário ter um esforço ainda maior nesses períodos no que se diz respeito à manutenção, segurança e controle destes locais.

            Uma atenção redobrada precisa ser feita na área da piscina, para que seja evitado qualquer tipo de acidente, como afogamentos e até mesmo um simples escorregão na beira da piscina. É essencial a manutenção desse local e a permanência de um adulto responsável quando uma criança for utilizar o espaço.

            Com toda a energia da criança acumulada, a dica é para que os condomínios criem mais oportunidades de diversão e ocupar os pequenos com jogos e brincadeiras. Alguns condomínios têm investido nas famosas colônias de férias, uma alternativa acessível e simples para estimular a socialização ente vizinhos e disponibilizar atividades infantis em uma área segura dentro do próprio condomínio.

            Os síndicos podem se reunir com os condôminos e sugerir esse projeto, estipulando uma taxa de inscrição para arcar com as despesas de contratação de monitores e brinquedos diferenciados e assim manter a alegria da criançada e a tranquilidade dos pais por saberem que estão bem e protegidos.

            É claro que os adultos que tiram férias nessas épocas do ano, querem descansar, sem barulhos e sem estresses, e para isso é necessário que o condomínio consiga conciliar com as crianças, para que um dos princípios básicos do direito condominial, o sossego, seja mantido.

            E nunca é demais lembrar que quanto mais se utiliza uma área ou determinados equipamentos, mais manutenção necessita para aquela área ou para aqueles equipamentos, isso para que seja evitado qualquer dano aos locais, aos equipamentos e, essencialmente, aos usuários e estes últimos são o “maior problema” para um síndico uma vez que envolvem responsabilização civil, sem prejuízo de toda a legislação aplicável. Destarte, para que sejam evitados todos e quaisquer aborrecimentos a quem quer que sejam, MANUTENÇÃO e atenção redobradas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here