Ansiedade no fim do ano: como ajudar a melhorar

0
117
ansiedade no final de ano
ansiedade no final de ano

Final de ano chegou e as cobranças chegaram também. Mesmo sendo um ano atípico, tem o fim de semestre na faculdade, último bimestre nas escolas, fechamento anual no trabalho, fora a típica correria que sempre foram os meses de novembro e dezembro.

Essa época também é aquela em que nos cobramos mais pelas metas que não foram cumpridas, aquelas que foram feitas lá no inicio do ano. Mas muita calma nessa hora, esse não foi um ano para se fazer cobranças, e antes de mais nada, é preciso continuar saudável para podermos enfrentar o ano que irá começar.

Toda aquela cobrança pelo que precisava ser feito, e o que acabou não sendo feito, por diversos motivos, mesmo com uma pandemia global, que desestabilizou os planos da grande maioria da população. É uma coisa que pode acontecer, mas não deve ser normal esse tipo de sentimento, e existem maneiras de aliviar toda essa angústia.

Vale ressaltar que a ansiedade é uma situação normal do ser humano, seja pela preocupação intensa, respiração mais acelerada, sudorese, insônia e medo do futuro, contudo, existem casos que são mais graves, como os transtornos de ansiedade entre outros transtornos mentais, é por isso que é importante lembrar que o acompanhamento de um profissional da saúde é essencial nesses casos.

 

 

O portal Síndico Legal pensando em ajudar a aliviar os sintomas da ansiedade que essa época do ano acaba provocando, separou algumas dicas de hábitos para ter uma vida mais saudável. Veja:

Alimentação

É clichê, mas faz muita diferença, pode acreditar! Ter uma boa alimentação é capaz de aumentar o bem-estar do seu corpo, oferecer mais disposição, fora os benefícios para o cabelo, pele e unhas. Se o corpo não estiver em equilíbrio, a mente também não irá funcionar 100% bem. Escolha hábitos mais saudáveis para a sua rotina, e comece a eliminar algumas guloseimas.

Não precisa passar vontade, mas prefira alimentos mais saudáveis, e utilize o método de recompensa, por exemplo, se no final de semana você cumpriu sua meta, se permita comer algo gostoso que não seja muito saudável, ajudará a incentivar a cumprir suas metas!

Exercícios físicos

Praticar exercício físico ajuda a liberar os hormônios da felicidade e do prazer. Portanto, faça algum esporte, seja arte marcial, um vôlei, um yoga, uma dança, caminhada ou até mesmo veja alguns vídeos de exercícios em casa e repita a sequência. O que vale é você estar em movimento, gastando energia em alguma atividade que irá te fazer bem, irá ocupar a sua mente, e ainda por cima irá ajudar a melhorar as dores no corpo por ficar muito tempo em casa durante a quarentena, e também irá melhorar o seu condicionamento físico.

Meditação

Apesar de ser uma prática não muito conhecida, a meditação tem despertado a curiosidade das pessoas, principalmente nos exercícios que ajudam na respiração. Além de sentir mais a fundo os nossos corpos, ainda é possível ter algumas respostas do nosso eu-interior.

Também existem vídeos e até aplicativos ensinando a fazer meditações guiadas, com diversos temas. O ideal é tentar por pelo menos 10 minutos por dia, ou em dias intercalados, e perceba o quanto esses minutinhos irá melhorar o seu humor e ajudar a lidar melhor com os seus pensamentos.

 

 

Planejamento

O principal causador da ansiedade é o pensamento. Aquela coisa de pensarmos em tudo o que precisamos fazer, só que muitas vezes não adianta ficar pensando nas tarefas a serem realizadas, você precisa é executá-las. Mas para isso, é preciso fazer um planejamento.

Organize por prioridades, por datas e tempo médio para cumprir cada tarefa, e distribua na sua agenda de uma forma que você consiga terminar sem sentir pressionado.

É recomendado colocar no papel todas as coisas, para que você consiga ter uma visão geral do que precisa ser feito, e qual a melhor maneira de realizar.

E principalmente, não se cobre tanto, imprevistos acontecem, e algumas vezes não será possível cumprir determinada tarefa naquele dia, ou não irá sair como o planejado, e quando isso acontecer, tenha paciência, no outro dia você tenta corrigir, ou finalizar a tarefa, lembre-se: um dia de cada vez.

Durma bem

Nem sempre deitar na cama é sinônimo de uma noite bem dormida não é mesmo? E justamente é na hora em que deitarmos na cama que os pensamentos começam a surgir e a tirar o sono da gente. A dica deste momento é: separe um tempinho antes de dormir e faça uma lista das coisas que você quer e precisa fazer no outro dia.

 

 

Não beba café e nem chás que contenham algum derivado de cafeína, se tem o hábito de tomar chás antes de dormir, opte por chá de camomila, chá de erva-doce e até mesmo um suco de maracujá, te ajudará a ter um sono mais tranquilo.

Por fim, a última dica para dormir melhor é não utilizar o celular quando for dormir, pois o fluxo de informação que recebemos nessa ação acaba deixando o nosso cérebro mais agitado, e acaba se perdendo mais tempo olhando as redes sociais sem necessidade.

Nem sempre deve pensar em trabalho e produtividade. Você precisa descansar, assim, o seu rendimento irá ser muito melhor do que você pensa. Por isso, descanse, reserve um tempo para cuidar de você mesmo, faça algo que você goste, e se dê uma folga do seu celular e principalmente, das redes sociais, as vezes elas cansam bastante.

Durante o seu horário de descanso, não deixe que nada atrapalhe, basicamente se concentre em descansar.

Você também deve ter momentos de lazer com a família, seja passeando, ou assistindo aquela série divertida, você só precisa de um tempo para recarregar as energias. Esvazie a mente um pouco, descanse e relaxe!

Redação Síndico Legal: Tohea Ranzeti

 

LEIA TAMBÉM

 

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here