A profissionalização de síndicos

0
382
A profissionalização de síndicos

É cada vez mais comum ouvir falar na profissionalização de síndicos. E isso não poderia ser diferente, já que grande parte da população escolheu viver ou trabalhar em condomínios, e como resultado, a administração dos condomínios tem se tornado muito mais complicada e trabalhosa.

E isso não acontece somente com os condomínios grandes. Os condomínios menores também têm chamado atenção por muitas vezes possuírem condôminos exigentes, que acaba exigindo também uma capacitação melhor por parte dos síndicos.

Os moradores também acabam que preferem optar por um síndico profissional, que seja dedicado exclusivamente a trabalhar pelo condomínio tendo em vista que o foco principal está na sua função de síndico.

 

LEIA TAMBÉM:

Síndico profissional é carreira em expansão nos grandes centros

 

O que difere os síndicos profissionais dos síndicos comuns é que a dedicação total é voltada para o condomínio, em resolver os problemas do condomínio, enquanto os síndicos comuns precisam conciliar a função e a responsabilidade com outras profissões.

O portal Síndico Legal criou um conteúdo exclusivo falando sobre a profissionalização dos síndicos e quais os seus benefícios. Acompanhe!

 

 

Os benefícios da profissionalização de síndicos

A profissionalização de síndicos

Por mais que seja do conhecimento de todos, os síndicos moradores precisam ser imparciais na sua administração, mas nem sempre isso costuma acontecer. E isso é um dos principais motivos que alguns condôminos sugerem que seja contratado um síndico profissional, e veem isso como aspecto positivo.

Geralmente a profissionalização de síndicos está vinculada ao fato de que o síndico não precisa morar no condomínio em questão. E mesmo assim, as responsabilidades da função se devem a ele.

 

 

Isto é, como síndico profissional é ele que continua tendo que lidar com as questões jurídicas do condomínio, prestar as devidas manutenções das áreas comuns e sem contar a questão de ajudar os condôminos a lidarem com os conflitos.

Muito mais que um especialista em diversos assuntos, possuir um profissional que não está dentro do condomínio para ajudar nos conflitos é o que qualquer condomínio deseja, porque assim não existe interesse pessoal em jogo.

Essa relação profissional já é permitida por lei há alguns anos. Porém, é importante averiguar e ter bastante cuidado quando for escolher a empresa que representará o seu síndico profissional.

Afinal de contas, a pessoa que será responsável pelo seu condomínio precisa ser extremamente de confiança, pois irá ter acesso a tudo do condomínio, e terá que saber apresentar todas as questões aos moradores.

 

 

Independente se o condomínio for comercial ou residencial, o mandato do síndico profissional deve durar dois anos, assim como o do síndico comum. Terminando esse período, deve ser realizada uma nova Assembleia para poder decidir se continua com o mesmo síndico ou se deve escolher um novo.

Se a empresa for séria, irão respeitar esse tipo de cláusula no contrato. Verifique essa questão sempre. Tendo em vista que o condomínio poderá pensar se deve ou não substituir o profissional definido.

Entende-se então que existem muitas coisas vantajosas ao contratar um síndico profissional. No fim das contas, um profissional estará devidamente capacitado para resolver qualquer imprevisto que poderá surgir no dia-a-dia.

E se você for um síndico morador, lembre-se que todo conhecimento é um benefício a mais para a sua gestão e para o bem do seu condomínio. Portanto, não perca tempo!

 

Toheá Ranzeti – Redação Síndico Legal

 

Leia mais conteúdo exclusivo aqui!

LEIA TAMBÉM

 

INSCREVA-SE NA TV SÍNDICO LEGAL CLICANDO AQUI!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here